Sábado, 20 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,60
euro R$ 6,10
libra R$ 6,10

Polícia Domingo, 07 de Julho de 2024, 11:59 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 07 de Julho de 2024, 11h:59 - A | A

SEIS FORAM PRESOS

CV mata dois homens em "salve" e os obriga a cavarem próprias covas, diz delegada; veja vídeo

Bruno Ribeiro Bilhalva, de 27 anos, e Cristian de Paula da Silva, de 18 anos, foram condenados no "tribunal do crime" por latrocínio

CAMILA RIBEIRO
Da Redação

A delegada da Polícia Civil de Apiacás (a 964 km de Cuiabá), Paula Moreira, disse que seis faccionados ao Comando Vermelho foram presos pela morte e sequestro de Bruno Ribeiro Bilhalva, de 27 anos, e Cristian de Paula da Silva, de 18 anos. Segundo a delegada, as vítimas foram torturadas e obrigadas a cavarem as próprias covas. Os dois homens foram condenados no "tribunal do crime" por latrocínio. De acordo com Paula Moreira, Bruno e Cristian roubaram um carro e executaram o proprietário do veículo que foi incendiado. O latrocínio ocorreu na última segunda-feira (1º), mesma data que a dupla desapareceu. 

Os homens foram levados a um sítio em Apiacás, conhecido na cidade por "integrantes do CV utilizarem o local para dar salves", falou a delegada. Após serem ouvidos pelas lideranças da facção criminosa, foram conduzidos a área de vegetação, espancados e mortos. Um homem e uma mulher foram presos suspeitos da autoria dos assassinatos. 

"Eles estavam sujos de sangue, haviam acabado de cometer o homicídio contra as vítimas", disse Paula Moreira. 

A Polícia Militar deu apoio a ocorrência e fez uma varredura no sítio. Foram encontrados dois quilos de substância análoga a maconha. 

O corpo do proprietário do veículo morto pela dupla condenada pelo CV também foi localizado. 

Além do homem e da mulher, outros quatro acusados envolvidos foram conduzidos à Delegacia de Apiacás. Após serem interrogados pela delegada Paula Barbosa, foram autuados em flagrante pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e associação criminosa.

As investigações seguem em andamento para identificação de outros possíveis suspeitos e esclarecimentos de outros pontos dos crimes.

VEJA VÍDEO

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros