Sexta-Feira, 31 de Julho de 2020, 20h:40

Tamanho do texto A - A+

Pastor notifica prefeitura

Reprodução

Pastor Nelson Barbosa

 Pastor Nelson faz mais uma tentativa de suspender reunião da assembleia de Deus

 

O primeiro-secretário da subsede da Assembleia de Deus de Cuiabá e Região, pastor Nelson Barbosa Alves, notificou a prefeitura de Cuiabá nesta sexta-feira (31) pedindo o impedimento da assembleia geral da igreja convocada para a próxima terça (4), no Grande Templo, em Cuiabá.

Nelson Barbosa, que já ingressou com duas ações judiciais para impedir a reunião, alega entre outros, que o prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales, que também é partor da igreja, já foram multados por permitirem a aglomeração de cerca de 5 mil pessoas no sepultamento do líder da AD, Pr Sebastiõ Rodrigues de Souza, no início do mês.

"Invoco que o senhor prefeito de Cuiabá adote as medidas necessárias (suspensão ou anulação) para garantir a seguridade da  vida e saúde dos membros, bem como a contenção da disseminação do contágio da covid-19", escreveu Nelson na notificação, que foi recebida pelo secretário de Governo, Lincoln Tadeu Sardinha Costa.

A Asssembleia Geral foi convocada para homologar o nome do pastor Silas Paulo de Souza, filho do Pr Sebastião, como novo presidente da subsede da Assembleia de Deus de Cuiabá, em substituição ao pai.

LEIA MAIS: Pastor ingressa com novo pedido judicial para adiar reunião de igreja

Anexos:

Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei - 1







Mais Comentadas