Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 19h:11

Tamanho do texto A - A+

MP recomenda pagamento a interinos

Reprodução

educação


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa de Cuiabá, notificou o governo do Estado e a prefeitura da Capital para que mantenham ativos os contratos temporários de professores, com a respectiva remuneração. A recomendação é para que ambos promovam a regulamentação de medidas alternativas durante a suspensão das aulas, como alteração do prazo final do contrato, ensino a distância, concessão de férias aos professores com direito a gozo, aproveitamento e antecipação de feriados, banco de horas e direcionamento do trabalhador para qualificação. Um alívio para os professores interinos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei