Mundo Quarta-feira, 09 de Novembro de 2011, 07:28 - A | A

Quarta-feira, 09 de Novembro de 2011, 07h:28 - A | A

ATACAR

Irã ameaça destruir Israel em caso de ataque

Autoridades do país afirmam que acusações são velhas e que não há provas concretas

PORTAL R7

O chefe de Estado-Maior adjunto das Forças Armadas iranianas,

Imagem de Internet

O general Masud Jazayeri, ameaçou nesta quarta-feira (9) destruir Israel se o Estado judaico atacar as instalações nucleares do Irã
o general Masud Jazayeri, ameaçou nesta quarta-feira (9) destruir Israel se o Estado judaico atacar as instalações nucleares do Irã.

- O centro [nuclear israelense] de Dimona é o local mais acessível para o qual podemos apontar e temos capacidades ainda mais importantes. Ante a maior ação de Israel, veremos sua destruição.

A declaração do general Jazayeri foi divulgada pela televisão iraniana.

A AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica) revelou nesta terça-feira (8) que há indício claro de que o Irã pode estar desenvolvendo armas nucleares, afirmando que tem "sérias preocupações a respeito das dimensões militares do programa nuclear iraniano".

Citando informações "confiáveis" de inteligência estrangeira e investigações próprias, a entidade indicou que o Irã "praticou atividades relevantes para o desenvolvimento de um dispositivo nuclear explosivo".

Para autoridades iranianas, no entanto, as afirmações são velhas e o relatório não apresenta provas. O embaixador iraniano ante a agência da ONU, Ali Asghar Soltaniyeh, disse hoje que o Irã jamais abandonará seu programa nuclear, mas continuará cooperando com a AIEA, apesar do relatório.

- O Irã jamais abandonará seus direitos legítimos em termos nucleares, mas, como país responsável, continuará respeitando suas obrigações dentro do Tratado de Não-proliferação Nuclear.

O tratado prevê a supervisão das atividades nucleares pela AIEA, declarou Soltaniyeh, citado pela agência oficial iraniana Segundo o embaixador iraniano, "o Irã já provou que as alegações dos Estados Unidos não têm fundamento".

- Nos últimos oito anos não emergiu qualquer prova do uso militar de material nuclear. Já o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, recordou que "os Estados Unidos possuem 5.000 bombas atômicas e nos acusam imprudentemente de fabricar armas nucleares".

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros