Sexta-feira, 14 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,37
euro R$ 5,77
libra R$ 5,77

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,37
euro R$ 5,77
libra R$ 5,77

Mundo Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 09:11 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 09h:11 - A | A

Com governo paralisado, Trump pede ajuda de democratas para aprovar orçamento

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou um vídeo nas redes sociais pedindo que os senadores democratas aprovem o projeto de lei que destina US$ 5 bilhões para o financiamento da construção de um muro na fronteira com o México. O impasse sobre o orçamento do país, aprovado na Câmara nesta semana, paralisa parcialmente as atividades do governo desde a meia-noite deste sábado.

"Democratas, nós temos uma lista maravilhosa de coisas que precisamos para manter nosso país seguro. Vamos trabalhar juntos, ser bipartidários e aprovar o projeto", disse o presidente. Em tom aparentemente conciliatório, Trump disse que o projeto está nas mãos dos democratas e que "nós precisamos dos votos deles".

Focando nos perigos da imigração ilegal, como entrada de drogas e gangues no país, o presidente reiterou a necessidade de segurança nas fronteiras. "Precisamos de uma grande barreira. Se não a tivermos, nunca vai funcionar", afirmou.

Em contrapartida, a liderança democrata no Congresso disse que o governo foi paralisado por causa de birra de Trump. Para Chuck Schumer, líder democrata no Senado, e Nancy Pelosi, líder democrata na Câmara dos Representantes, o presidente "conseguiu o que queria" após ameaçar paralisar o governo várias vezes. Para os democratas, o muro é "ineficiente e caro". (Flavia Alemi - [email protected])

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros