Terça-Feira, 15 de Setembro de 2020, 19h:59

Tamanho do texto A - A+

Justiça manda apreender adolescente que matou Isabele

Por: LUIS VINICIUS

A Justiça de Mato Grosso determinou, na tarde desta terça-feira (15), a apreensão da adolescente de 15 anos que matou Isabele Guimarães Ramos, 14 anos, no dia 12 de julho, no condomínio de luxo Alphaville I, em Cuiabá. A menina deve ser encaminha ao Complexo do Pomeri.

adolescente alphaville.jpg

 

A apreensão da adolescente foi requisitada pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), no último dia 8 de setembro, após a conclusão do inquérito policial (IP) realizado pela Polícia Civil. Os autos foram remetidos ao juízo da 2ª Vara da Infância e Juventude de Cuiabá que acatou a solicitação do MP. A adolescente, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), ela poderá ficar três anos internada.

As representações foram protocoladas por ato infracional análogo ao crime hediondo de homicídio doloso. A adolescente deverá ser levada ao Centro de Atendimento Socioeducativo de Cuiabá (Case), no Complexo Pomeri. A unidade fica localizada no bairro Planalto, em Cuiabá.

Os pedidos foram baseados no IP presidido pelo delegado Wagner Bassi, da Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). Durante coletiva de imprensa realizada no dia 3 de setembro, a autoridade policial informou aos jornalistas que a adolescente teve a intenção de matar Isabele. Ela foi responsabilizada pelo ato infracional análogo ao crime hediondo de homicídio doloso.

Já o namorado, adolescente, da investigada foi responsabilizado por ato infracional análogo a porte ilegal de arma de fogo. Já o pai da menor, o empresário Marcelo Martins Cestari, 46 anos, foi indiciado pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo, homicídio culposo por negligência e imprudência, fraude processual e por entregar a arma de fogo para a adolescente.

Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei - 1