Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Esportes Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 19:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 17 de Maio de 2024, 19h:00 - A | A

Luisa Baptista pede que motociclista que a atropelou responda por tentativa de homicídio

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A triatleta Luisa Baptista usou as redes sociais para pedir ao Ministério Público de São Paulo, a mudança da denúncia contra o motociclista suspeito de tê-la atropelado em 23 de dezembro do ano passado. Ele responde por lesão corporal culposa (quando não há intenção). O pedido de alteração é para que ele passe a responder por tentativa de homicídio com dolo eventual(quando assume o risco de matar).

No vídeo, a triatleta informa que os seus advogados entraram com o pedido na Justiça e que agora aguardam uma resposta das autoridades. "Gostaria apenas de comunicar a vocês que os meus advogados entraram com uma petição provando que por diversos motivos, o crime se trata de tentativa de homicídio por dolo eventual e não lesão corporal culposa, como ele vem sendo julgado."

Na sequência, ela descreve a situação em que o motociclista se encontrava quando aconteceu o acidente na rodovia. "Ele passou a noite toda na balada, estava assumidamente sem dormir, em alta velocidade, sem CNH, dirigindo na contramão".

Por fim Luísa pede ainda um maior rigor no acompanhamento do suspeito e diz esperar uma posição sobre o pedido. "Como o indivíduo também já foi condenado por outras causas, e apresenta passagem, também solicitamos uso de monitoramento eletrônico e outras restrições no período em que ele for julgado. Agora aguardamos a resposta do Ministério Público", disse a triatleta finalizando a gravação.

Entre as medidas cautelares solicitadas contra ele estão o comparecimento à Justiça, a proibição de contato com a vítima e proibição de o suspeito se ausentar da comarca. Procurado, Nayn negou que estivesse alcoolizado.

O ACIDENTE
Luisa Baptista foi atropelada no dia 23 de dezembro do ano passado enquanto treinava de bicicleta em uma estrada de São Carlos, no interior paulista. Campeã nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, no Peru, ela conquistou a medalha de ouro na prova individual feminina do triatlo e na disputa do revezamento misto, ao lado de Vittoria Lopes, Manoel Messias, e Kauê Willy. Na época do acidente, a atleta buscava melhorar a posição no ranking da modalidade para conseguir a classificação para a Olimpíada de Paris-2024.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros