Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

Esportes Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 11:30 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024, 11h:30 - A | A

Budapeste e Milão são definidas pela Uefa para sediar final da Liga dos Campeões de 2026 e 2027

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A Uefa definiu, nesta quarta-feira, a Arena Puskas como local da final da Liga dos Campeões em 2026. A edição do ano seguinte também teve o seu estádio escolhido: em princípio, o San Siro, em Milão, deverá sediar a decisão do ano seguinte do mais importante torneio europeu.

O comunicado foi feito por decisão unânime do Comitê Executivo da Uefa, que esteve reunido em Dublin, na Irlanda. A Arena Puskas e o San Siro foram os únicos dois candidatos.

A edição atual, que tem como finalistas o Real Madrid e o Borussia Dortmund de Munique, terá como palco o estádio de Wembley, em Londres. O confronto entre espanhóis e alemães está marcado para o dia 1º de junho. Já a Allianz Arena, em Munique, vai ser a sede da final da competição em 2025.

A decisão sobre o tradicional San Siro, no entanto, está suspensa até setembro. Também conhecido como Giuseppe Meazza, e de propriedade da cidade de Milão, o estádio está sob ameaça de demolição.

A UEFA adiou a definição até uma próxima reunião do seu Comitê Executivo e aguarda agora a Federação Italiana de Futebol "apresentar informações sobre planos de renovação" para o estádio.

Com capacidade para 75 mil lugares, o San Siro ainda poderá receber a final da Taça dos Campeões Europeus ou da Liga dos Campeões pela quinta vez. Já a Puskás Arena, com 70 mil lugares, foi inaugurada há cinco anos e tem sido um local de visitação da UEFA, acolhendo uma final da Liga Europa no ano passado e jogos de substituição durante a pandemia da COVID-19.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros