Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Entretenimento Domingo, 08 de Maio de 2016, 18:22 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 08 de Maio de 2016, 18h:22 - A | A

Jubileu de 300 anos de bênçãos

Caminhada da família com Nossa Senhora em Cuiabá

JESSICA BACHEGA

Pela primeira vez a imagem de Nossa Senhora Aparecida sai da cidade de Aparecida e vem para Cuiabá, onde cristão de toda cidade puderam participar neste domingo (08) da Caminhada das Famílias com Nossa Senhora.  A programação do evento que faz parte das celebrações do Jubileu de 300 anos do aparecimento da imagem da Santa no Rio Paraíba, teve início às 06h30 com procissão saindo da Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá até o Memorial Papa João Paulo II, na capital.

 

Reprodução

Caminhada Aparecida

Foto ilustrativa

Durante toda a tarde houve atividades no Memorial para os milhares de fiéis  que participam desse importante evento, e ao fim da tarde missa, que foi transmitida ao vivo pela TV Aparecida. E encerramento com show do Padre Reginaldo Manzotti.

 

Cada família pôde levar sua imagem simbolizando a fé e recebendo as bênçãos durante a celebração.

 

Jubileu dos 300 anos

 

A imagem milagrosa de Nossa Senhora Aparecida foi encontrada no rio Paraíba do Sul no ano de 1717. Portanto, em 2017 a aparição da imagem completará 300 anos.

 

Em comemoração à data, o Santuário Nacional de Aparecida promove o Jubileu “300 anos de bênçãos”, com uma programação devocional e obras de fé que vão nos preparar para o grandioso tricentenário.

 

História do aparecimento da Santa

 

No ano de 1717, três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixes. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao “Porto de Itaguassu”, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço. Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição. Depois do encontro da Imagem, a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e ação de Deus naquele singular evento.

 

Por assim ter aparecido, o povo chamou-a de “Aparecida”, nome consagrado pela devoção popular, chegando a ser proclamada Rainha em 1904, e Padroeira do Brasil em 1930.

 

 

 

 

 

 

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros