Economia Terça-feira, 16 de Agosto de 2011, 11:18 - A | A

Terça-feira, 16 de Agosto de 2011, 11h:18 - A | A

DESEMPREGADOS

Geração de emprego com carteira assinada recua 23% em julho

A região que criou menos postos de trabalho foi o Centro-Oeste, com 12.479

AGÊNCIA BRASIL

O Brasil registrou a criação de 140.563 empregos em julho, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho divulgados nesta terça-feira (16).

Esse resultado é 22,6% menor do que o verificado no mesmo mês do ano passado, quando foram gerados 181.796 postos de trabalho. O recorde para o mês foi verificado em julho de 2008, quando foram abertas 203.218 mil vagas. O número também é bem inferior ao registrado em junho de 2011, quando foram geradas cerca 234 mil vagas.

O resultado é decorrente da contratação de 1,696 milhão de pessoas e da demissão de 1,556 milhão de trabalhadores.

Os principais setores responsáveis pelo desempenho foram o de serviços (45.961), comércio (28.538), construção civil (25.632) e indústria de transformação (23.610).

A região Sudeste, novamente, é a principal responsável pela geração de emprego. Segundo os dados, foram criados 69.201 postos de trabalho. Já a região que criou menos postos de trabalho foi o Centro-Oeste, com 12.479.

ACUMULADO DO ANO

Nos sete primeiros meses do ano, o Brasil gerou 1,593 milhão de postos de trabalho, número 14% abaixo do verificado no mesmo período do ano passado, quando o Brasil abriu 1,856 milhão de vagas.

Segundo os dados, de janeiro de 2003 a julho de 2011, foram gerados 16,977 milhões de postos de trabalho.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros