Sábado, 22 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,83
libra R$ 5,83

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,83
libra R$ 5,83

Economia Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2018, 09:23 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2018, 09h:23 - A | A

China trabalhará para estabilizar mercado e mitigar riscos financeiros

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) disse em sua reunião de política monetária trimestral que trabalhará para estabilizar as expectativas de mercado e mitigar riscos financeiros, num momento em que a segunda maior economia do mundo encara pressão crescente.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, a instituição afirmou que reforçará ajustes contracíclicos e tornará a política monetária mais flexível, em meio a mudanças nos mercados financeiros domésticos e internacionais.

O PBoC informou que manterá a liquidez razoavelmente ampla e que o crescimento do crédito no ano que vem será razoável. O setor financeiro chinês, garantiu, será aberto ainda mais em 2019.

Planejam-se usar múltiplas ferramentas de política monetária para manter o yuan em um nível estável, disse o PBoC, encontrando um equilíbrio entre taxas de juros, taxas de câmbio e balanço de pagamentos internacionais.

Pequim opera com taxas de juros mais baixas para estimular o crescimento econômico, ao passo que o seu superávit em conta corrente vem decaindo. Os dois fatores puseram pressão sobre a taxa de câmbio do yuan, que o banco central chinês tentou firmar acima do atual nível nos últimos anos. O PBoC se preocupa que uma depreciação aguda do yuan possa desencadear uma nova rodada de fluxos de saída de capital.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros