Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

Economia Sábado, 18 de Maio de 2024, 16:45 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sábado, 18 de Maio de 2024, 16h:45 - A | A

Carne bovina: abril é 3º melhor mês em volume exportado e tem alta anual de 80%

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O mês de abril teve o terceiro maior volume de carne bovina exportada pelo Brasil, segundo informações da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), com base em dados compilados a partir da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). Foram 252,6 mil toneladas embarcadas, atrás apenas das 282,5 mil toneladas de dezembro de 2023 e das 256 mil toneladas de novembro do ano passado.

O volume de carne bovina exportada em abril cresceu 80% em relação a abril de 2023, quando havia sido de 140,5 mil toneladas. A receita saltou 69%, de US$ 624,2 milhões para US$ 1,057 bilhão em abril de 2024. Mas o preço médio caiu 6%, de US$ 4.444 por tonelada para US$ 4.185 por tonelada.

Segundo a Abrafrigo, a exportação de carne bovina pelo Brasil cresceu 45% em volume de janeiro a abril em relação ao mesmo intervalo do ano passado, de 639,3 mil toneladas para 924,8 mil toneladas. A receita expandiu 31%, de US$ 2,879 bilhões no primeiro quadrimestre de 2023 para US$ 3,768 bilhões no igual período deste ano. Mas o preço médio caiu 9,5%, de US$ 4.503 por tonelada para US$ 4.075.

Maiores compradores da carne bovina brasileira, China e Estados Unidos puxaram tanto o incremento dos embarques quanto o recuo do preço médio. O país asiático, responsável por 40,9% das compras no primeiro quadrimestre de 2024, ampliou suas aquisições em 40,5% no período, para 377,9 mil toneladas. Mas o preço pago por tonelada recuou de US$ 4.926 para US$ 4.437. Os Estados Unidos importaram 78,3% mais carne bovina no período, com 134,2 mil toneladas. Porém, o valor médio por tonelada caiu de US$ 4.426 para US$ 2.965.

Os Emirados Árabes Unidos foram o terceiro maior comprador de carne bovina do Brasil de janeiro a abril, tendo ampliado suas importações em 245%, para 64,9 mil toneladas. Já o preço médio passou de US$ 4.451 no ano passado para US$ 4.595 em 2024.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros