Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Cuiabanália Domingo, 25 de Setembro de 2016, 11:23 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 25 de Setembro de 2016, 11h:23 - A | A

Grupo Flor Ribeirinha divulga o rasqueado e o siriri na Coréia do Sul

REDAÇÃO

O Grupo Flor Ribeirinha participa do Festival Mundial de Danças na Coréia do Sul, representando Mato Grosso e país. Nesta segunda-feira (26), o grupo estará no desfile em Seul, ao lado de delegações de vários países. A edição deste ano, acontece paralelamente ao Congresso Mundial da Federação de Festivais Internacionais de Dança, que reúne os representantes de cerca de 60 nações. 

 

Divulgação

Flor Ribeirinha

 

A fundadora do grupo Flor Ribeirinha, Domingas Leonor, ressaltou que para participar do mundial, o grupo contou com o apoio da Federação Brasileira de Artes Populares, secretaria estadual de Cultura e da Universidade Federal de Mato Grosso. Domingas agradeceu o apoio recebido no estado e a receptividade da organização do evento na Coreia. "Dependemos muito destas parcerias para levar a nossa cultura a outros países. Trabalhamos sempre para preservar as nossas raízes", disse ela. 

 

O coreógrafo do grupo, Aviner Augusto, completou que o Flor Ribeirinha apresenta as culturas indígena, africana e o siriri. O público verá ainda a apresentação do rasqueado cuiabano, a dança do boi a serra, mascarados, chorado e o samba brasileiro. O espetáculo será marcado pela apresentação  do pássaro Nandaia.  

 

O diretor artístico do grupo, Edmilson Maciel disse que em relação a outros festivais internacionais, o festival na Coréia do Sul apresenta uma melhor organização e estrutura. Ele se referiu ao aparato de equipamentos de ultima geração oferecido aos grupos. “Isto nos proporciona um melhor trabalho e a representa uma grande valorização do trabalho musical.” Observou

 

 

O Flor Ribeirinha com 23 anos de existência, já participou de todos os festivais de Siriri em Mato Grosso, além de se apresentar em festivais nacionais em Santa Catarina; Minas Gerais; Ceará e Rio Grande do Sul. O grupo foi convidado para se apresentar no Goal to Brazil, no Peru e no Paraguay. Reconhecido pela sua autenticidade e importância para o cenário artístico cultural, foi convidado para participar de festivais na França em 2014 e na Itália em 2015. Marca agora a sua passagem pela Ásia se apresentando na Coreia do Sul.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros