Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 09h:13

Tamanho do texto A - A+

Solicitar alteração de carga de energia diminui riscos de acidentes

Cliente deve informar à concessionária sempre que for demandar mais carga pois assim evita sobrecarga na rede de energia

Por: Redação

Alguns cuidados com a rede elétrica são fundamentais para garantir segurança e a qualidade no fornecimento de energia. Uma causa comum para faltas de energia, curtos-circuitos e até incêndios em residências, comércios e outras estruturas é a sobrecarga. Para evitar esses transtornos e garantir não só a segurança da população, mas também que não falte energia em sua região, é importante que os clientes informem à Energisa sempre que forem ampliar o consumo de energia.

Reprodução

Energisa

“O cliente declara uma carga para a concessionária quando pede a ligação de energia e a Energisa disponibiliza a energia conforme a necessidade relatada pelo cliente, de forma a assegurar a qualidade necessária para que os equipamentos listados pelo cliente funcionem. Quando o cliente amplia o seu consumo, comprando mais aparelhos eletroeletrônicos (ar-condicionado, geladeira, etc) é preciso informar a Energisa”, orienta Paulo Teixeira, coordenador de Operação da Energisa Mato Grosso.

Paulo explica que a declaração de carga não tem impacto no valor cobrado na conta de luz. “Informar quais os equipamentos tem em casa não vai aumentar a conta de luz, pois o valor da conta está ligado a quantidade de energia consumida, e a leitura do consumo é feita mensalmente. Portanto, declarar a carga só beneficia o cliente, que terá energia de qualidade em casa.”

Quando a declaração de carga é realizada de forma parcial ou incorreta, a concessionária não consegue dimensionar a rede de distribuição necessária para o fornecimento de energia, ou seja, não saberá quando o transformador ou a rede estarão sobrecarregados. “É comum, quando há sobrecarga em um transformador, o cliente reclamar do nível de tensão, oscilação ou até provocar a queima do transformador em alguns casos. Enfim, são problemas que podem ser evitados quando a carga está dimensionada corretamente.”

O principal problema causado por uma sobrecarga é colocar em risco as instalações elétricas e consequentemente, as pessoas que estão no local onde há a sobrecarga. “É um risco para a segurança de todos, pois se os cabos e disjuntores estiveram mal dimensionados, podem sofrer aquecimento acarretando em queima ou até incêndio na edificação”, enfatiza Teixeira.

Quando a declaração de carga é feita de forma correta, a Energisa pode fazer o dimensionamento da rede de distribuição (dos transformadores e dos cabos) necessária para atender adequadamente a unidade consumidora, mantendo assim a qualidade da energia recebida e a segurança. “Com a informação correta podemos planejar obras de melhorias e ampliação da rede para adequação. Assim, evitamos que o cliente tenha problema com seus equipamentos ou até mesmo causar um incêndio”, orienta.

Confira as dicas:

• Sempre que for solicitar uma ligação nova faça a declaração da carga a ser atendida (quantidade de lâmpadas, equipamentos eletrodomésticos, tomadas, etc.), assim a Energisa irá definir a categoria do padrão de entrada. É importante que o cliente informe corretamente todas as cargas, principalmente as que causam perturbações e oscilações no sistema elétrico, como freezers, aparelhos de solda, ar-condicionado, são alguns exemplos;

• No pedido de ligação também é importante o cliente informar se sua solicitação será para atendimento definitivo ou provisório;

• Contrate profissionais habilitados para projetar e construir as instalações elétricas de suas edificações.

Canais de atendimento ao cliente:

• Aplicativo para celular Energisa On (disponível para iOS, Android e Windows Phone) • www.energisa.com.br • www.facebook.com/energisa

• Agências de atendimento presencial

• Ouvidoria – 0800 651 111

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto