Sábado, 25 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,61
libra R$ 5,61

Cidades Terça-feira, 12 de Julho de 2016, 08:21 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 12 de Julho de 2016, 08h:21 - A | A

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Servidores da Unemat vêem "grande perda" na extinção da Fapemat e Secitec

JESSICA BACHEGA

Uma caravana de professores dos campi da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) em Cáceres, Sinop, Tangará da Serra e Barra do Bugres, no interior do Estado, vem a Cuiabá nesta terça-feira (12) para participar da audiência pública que tratará do projeto de reforma administrativa proposto pelo Estado para diminuir gastos com pessoal.

 

Unemat

Unemat 1

 

Conforme a assessoria da Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat), na pauta da audiência, que será realizada às 14h na Assembleia Legislativa, estão pontos que envolvem a comunidade acadêmica, sobretudo quando à extinção da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

 

De acordo com a associação, a política de Ciência e Tecnologia na perspectiva da reforma tende a trazer inúmeras perdas para Mato Grosso com a extinção da Seciteci e da Fapemat, as principais responsáveis pelas instituições de ensino superior.

  

“Serão de grandes proporções as perdas que o Estado terá com a extinção da Seciteci e da Fapemat. Ambas as instituições são geradoras de conhecimentos, que são aplicados na prática em nosso Estado. Privar Mato Grosso desses avanços é retroceder no tempo e no desenvolvimento”, disse o presidente da Adunemat, Luiz Jorge.

 

A audiência pública foi proposta pelo deputado Leonardo Albuquerque (PSD), que vem participando dos debates sobre o tema junto aos docentes e técnicos da Unemat.

 

Os servidores representados pela Adunemat também participaram do movimento grevista de luta pela Revisão Geral Anual (RGA), que se estendeu por um mês e só começou a perder força após a aprovação do projeto de lei que prevê o pagamento de 7,54% da RGA em três parcelas e condiciona o valor restante ao cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Pedro da Silva Mendes. 12/07/2016

O que mais me admira é o governo extinguir uma secretaria voltada pra educação e manter outra, que cuida da Cultura. O que é mais importante: a cultura ou a educação profissional? a Secretaria de Estado de Cultura é um meio para beneficiar os artistas de Mato Grosso que não conseguem viver do seu trabalho, por isso o Estado usa dinheiro público para mantê-los, enquanto a educação profissional beneficia um grande número de alunos. Isso é uma vergonha e vai na contra-mão da história.

positivo
0
negativo
0

Pedro da Silva Mendes. 12/07/2016

O que mais me admira é o governo extinguir uma secretaria voltada pra educação e manter outra, que cuida da Cultura. O que é mais importante: a cultura ou a educação profissional? a Secretaria de Estado de Cultura é um meio para beneficiar os artistas de Mato Grosso que não conseguem viver do seu trabalho, por isso o Estado usa dinheiro público para mantê-los, enquanto a educação profissional beneficia um grande número de alunos. Isso é uma vergonha e vai na contra-mão da história.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros