Cidades Domingo, 07 de Agosto de 2011, 11:09 - A | A

Domingo, 07 de Agosto de 2011, 11h:09 - A | A

CULPADOS

Presidente da Sanecap culpa Lúdio e imprensa por jogarem população contra lei

Aray Foseca falou que revolta da população é provocada por quem não quer o desenvolvimento de Cuiabá e arranja dois culpados pela crise no setor

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

 

Mayke Toscano/Hipernoticias
Presidente da Sanecap foi cobrado ostensivamente na semana passada por ter demitido contratados

 

O presidente da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap), Aray Fonseca, disse que a má aceitação da população quanto a criação da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário na Capital (Amaes), é atribuída à parte da imprensa, que é contrária ao desenvolvimento do município, e também culpou o vereador Lúdio Cabral (PT).

Desde o dia 12 de julho, quando a Câmara de Vereadores aprovou projeto do Executivo sobre a concessão de serviços, a população apoiou a iniciativa de os servidores da Sanecap e o Fórum contra privatização. Ocorreram até distúrbios entre manifestantes e policiais militares.

Para o presidente da Sanecap, a concessão dos serviços de saneamento vai melhorar o setor de água e esgoto da Capital e que ações serão desenvolvidas para levar informação para a população sobre a criação da Agência.

“Com a concessão os serviços irão melhorar, a população está revoltada porque alguns não querem o desenvolvimento de Cuiabá. As ações para levar informação à população já começaram”, declarou.

Aray, no entanto, não citou nomes de empresas ou pessoas da mídia que “pregam” campanha contrária ao desenvolvimento defendido por ele.

Aray Fonseca, além da defesa de concessão dos serviços de água e esgoto, vem sofrendo críticas acentuadas em relação às demissões de funcionários contratados e remanejamento de servidores de carreira para cargos inferiores.

Na semana passada, foram demitidos nove funcionários e outros sete remanejados. Mas Aray contesta a revolta, sobretudo se for feita ligação entre as medidas tomadas por ele com as manifestações.

Sobre isso, Aray afirma que estas medidas tomadas na quinta-feira (4) já estavam previstas.

RESPOSTA

O vereador por Cuiabá Lúdio Cabral respondeu às críticas de Aray e disse que o presidente acha que o povo cuiabano não é inteligente. “O presidente da Sanecap precisa dizer a verdade. O tratamento dado a população é como se ela não fosse inteligente”, declarou.

Cabral continuou dizendo que a população entendeu manobra da Câmara de Vereadores para votar a lei de maneira rápida e a toque de caixa, e declarou ainda que a criação da Agência Municipal de Regulação, é só o primeiro passo para privatizar a Sanecap.

“A criação da Agência é apenas um pretexto para futuramente privatizar o Sanecap. Não podemos permitir que um serviço essencial para a população seja repassada para a empresa privada”, frisou.

O parlamentar citou a consulta realizada pela KGM Pesquisa, na qual revela que 88,7% da população vê como golpe a votação do projeto que cria a Agência, elucida bem o que pensam os cuiabanos.

“A pesquisa foi divulgada. A população é inteligente e entendeu que foi um golpe de parte da Câmara, prefeitura e da própria Sanecap”, enumerou.

SINDJOR

O presidente do Sindicato dos Jornalistas em Mato Grosso (Sindjor), Téo Meneses, disse que declaração do presidente da Sanecap é uma "tentativa de achar culpado para as críticas que vem recebendo e declarou a situação como sendo absurda”.

Téo disse ainda que Aray sempre tenta explicar que concessão não é caminho para privatização, mas no próprio dicionário é confirmado o contrário.
“O presidente está tentando achar culpados e tenta mudar o foco da situação. Usa de eufemismo para enganar a população, mas no dicionário diz que concessão significa dizer trazer para a iniciativa privada”, frisou.

Téo acrescentou a mídia está fazendo o seu papel de informar. “ A imprensa está fazendo o seu papel de falar da revolta do povo, faz parte do processo democrático”, concluiu.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros