Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 13h:51

Tamanho do texto A - A+

Prefeitura divulga decreto com novas restrições nesta quinta (4) para tentar conter avanço da Covid-19

Por: REDAÇÃO

Após reunião do Comitê de Gestão de Crise do coronavírus, a Prefeitura de Rondonópolis decidiu pela publicação de um novo decreto municipal que entrará em vigor nesta quinta-feira (4) com determinações para conter o avanço dos casos de Covid-19. Entre as definições está a proibição de abertura de todos os estabelecimentos – empresas de serviço, comércio e indústrias – após às 22 horas de segunda a sexta-feira e aos sábados e domingos ao longo de todo o dia.

A proposta com novas restrições foi aprovada pelos membros do Comitê e visam a redução no número de casos da doença, bem como a quantidade de pessoas internadas em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A iniciativa busca evitar que o município tenha que decretar o fechamento total das atividades e promover a proibição da circulação das pessoas por motivos não essenciais.

REPRODUÇÃO

PREFEITO ZÉ DO PATIO

Segundo o prefeito Zé Carlos do Pátio, com o crescimento no número de casos de Covid-19 nos últimos dias é fundamental a adoção de medidas que busquem conter a transmissão do vírus e garantir atendimento médico para todos que necessitarem. “Sabemos o quanto a manutenção da atividade econômica é importante, mas temos que pensar na vida das pessoas. Por isso, optamos em aumentar as restrições e apelamos para que todos se conscientizem sobre a importância do isolamento”, afirma.

Conforme a proposta, nenhum estabelecimento poderá funcionar após às 22h de segunda a sexta e aos sábados e domingos fica proibida a abertura de todos os estabelecimentos, incluindo o comércio e prestadores de serviços. A medida visa reduzir ao máximo a circulação de pessoas, especialmente nos fins de semana, quando o fluxo aumenta, bem como as aglomerações.

De acordo representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que integram o Comitê, aos sábados ocorre um aumento significativo de pessoas de outras cidades da região que vem para Rondonópolis, aumentando o fluxo e aglomerações de pessoas.

Para essa medida, levou-se em consideração ainda o crescimento de casos de Covid-19 entre a população mais jovem, com 99 casos confirmados entre pessoas de 19 a 35 anos, até esta terça-feira (2), e o aumento das mortes, com nove casos já confirmados, sendo a maioria deles entre as pessoas do grupo de risco.

No caso do aumento de casos entre os mais jovens, que por consequência acabam infectando idosos e pessoas em risco, o alerta é para a necessidade de evitar aglomerações, inclusive em espaços públicos. Assim, o novo decreto também proibirá reunião e aglomeração de pessoas em calçadas, praças, parques e ruas e avenidas.

Outro dado fundamental a ser analisado para a definição do aumento da restrição foi o crescimento na ocupação de leitos de UTIs, que até esta terça-feira (2) já atingia mais de 63% dos leitos privados e 40% das vagas de UTIs públicas.

Com relação a alta ocupação de leitos de UTI, a secretária municipal de Saúde, Izalba de Albuquerque, também ressalta que a população de Rondonópolis precisa compreender que os leitos de UTIs disponíveis na cidade são ocupados por moradores de Rondonópolis e também provenientes de outros 18 municípios na região, perfazendo uma população de quase 600 mil habitantes.

As novas medidas que devem ser tomadas na cidade estarão disponíveis nesta quinta em decreto municipal que terá validade até o próximo dia 15 de junho, quando o Comitê de Gestão de Crise volta a se reunir para analisar o resultado das restrições, podendo ser prorrogado ou alterado.

Casos

De acordo com dados do boletim da Secretaria Municipal de Saúde desta terça-feira (2), Rondonópolis tem 289 casos confirmados de Covid-19, com mais 270 casos suspeitos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto