Cidades Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011, 08:30 - A | A

Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011, 08h:30 - A | A

TRÂNSITO

Movimento nas rodovias federais cresce 30% em relação ao ano de 2010

O dado é da Polícia Rodoviária Federal, que ressalta que apesar do aumento, o movimento está abaixo do era esperado para 2011

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

 

Imagem da Internet

 

O tráfego nas rodovias federais de Mato Grosso está abaixo do esperado para o fim de ano, no entanto, registrou aumento de 30% em relação ao mesmo período de 2010. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a instituição, a queda do movimento nas estradas pode ter acontecido porque o feriado de Natal "caiu" no domingo, e com isso dificultou que famílias deixassem ou chegassem à Capital. Mesmo assim, o crescimento se deve ao número de carros rodando, já que neste ano foram emplacados no Estado, em média, mil carros por mês.

A PRF ainda revela que as rodovias estão sem contador de carros, o que dificulta a precisão sobre o real crescimento no movimento. “Alguns trechos das rodovias estão em obras, por isso não tem o contador. Mas realmente o movimento não aumentou muito, o fluxo está tranquilo, não está tão grande”, destacou a PRF por meio de assessoria.

Com a chegada do fim de ano e o aumento do tráfego nas rodovias federais e estaduais, o major do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano e Rodoviário, Admilson de Arruda, disse que as ações do Estado estão voltadas para conter os acidentes no trânsito, mas que cada motorista tem que fazer a sua parte.

As principais recomendações elencadas pelo major Arruda é que o motorista, ao se programar para sair de viagem, deve fazer a revisão do veículo e dos itens de segurança. Contudo, o major reconhece que manutenção no veículo não é tudo, e que a prudência do condutor é muito importante.

“Motoristas não podem fazer ultrapassagem em lugares indevidos de maneira nenhuma, devem usar o cinto de segurança, capacete e jamais ingerir bebida alcoólica. A pressa também é fator que pode causar muitos acidentes”, destacou.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros