Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019, 15h:24

Tamanho do texto A - A+

Menina de 3 anos morre com suspeita de meningite em Cuiabá

Por: LUIS VINICIUS

A menina Sofia Vitória da Silva Nazário, 3 anos, morreu com suspeita de meningite, na quarta-feira (4), em Cuiabá. A criança, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, estudava na Escola Municipal Maria Conceição Oliveira Souza e após a constatação da sua morte, a direção da unidade de ensino não suspendeu as aulas, o que causou a preocupação dos pais dos outros alunos.

Jorge Pinho

escola maria conceicao oliveira de souza.jpg

 

Sofia morreu no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). Antes de ser transferida, a menina estava internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro, em Cuiabá.

Ela precisou ser transferida, pois na terça-feira (3), a Vigilância Epidemiológica recebeu uma notificação da UPA que na referida unidade de saúde havia uma criança com suspeita de meningite.

Por conta do seu estado de saúde, a criança foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HMC para receber atendimento médico. No entanto, Sofia não resistiu e morreu na quarta-feira.

Após a denúncia, foi realizado uma coleta de material para exames específicos e foi confirmado a presença de uma bactéria Gram-Positivo.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, nesses casos, não há a necessidade de bloqueio de caso. Ou seja, não é preciso a interdição da escola.

Por meio de nota, Secretaria Municipal de Saúde informou que na próxima segunda-feira (10), fará uma palestra com os pais dos alunos para tirar dúvidas.

Veja a nota na íntegra

hospital municipal de cuiaba.jpg

 A menina morreu no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC)

Sobre a aluna municipal que veio à óbito nesta quarta-feira (04) sob suspeita de meningite, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece que:

Mesmo com todos os esforços da rede SUS para salvar a vida da criança, a mesma veio a óbito.

A suspeita de morte por meningite foi confirmada.

Entretanto, o caso detectado não necessita de bloqueio da Vigilância em Saúde, nem na unidade escolar onde a criança estudava, nem no ambiente familiar da mesma.

A SMS reforça ainda para acalmar os pais dos demais alunos, na próxima segunda-feira (10) fará uma palestra para sanar dúvidas dos pais sobre o assunto.

Compreenda o trâmite realizado no caso:

No dia 03/12/2019 a Vigilância epidemiológica recebeu da UPA Morada do Ouro a notificação de um caso suspeito de meningite de uma criança de 3 anos e a informação que a criança foi encaminhada para a UTI pediatra do HMC.

O caso foi investigado, por meio de coleta de material para exames específicos e no dia 04/12 foi confirmado no exame do líquor pela coloração do Gram a presença de uma bactéria GRAM-POSITIVO.

Essa bactéria não está dentre as que necessitam realizar ações de bloqueio de caso, com quimioprofilaxia para os contatos íntimos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei