Quarta-feira, 19 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,84
libra R$ 5,84

Cidades Terça-feira, 06 de Novembro de 2018, 17:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 06 de Novembro de 2018, 17h:31 - A | A

OPERAÇÃO CUSTA R$ 300 MIL

Família pede ajuda para pagar cirurgia de menino de 11 anos que sofre com escoliose

WILLIAN BELTER

Com apenas onze anos de idade, Eduardo Ferreira da Silva, luta contra uma doença grave na coluna vertebral. Familiares do garoto, que sofre de escoliose, vieram de Barra do Garças (515 km de Cuiabá) para Várzea Grande em busca de tratamento e pedem ajuda para a cirurgia que só é realizada em hospital particular e custa R$300 mil.

 

REPRODUÇÃO

coluna

 

De acordo com a mãe do garoto, Andréia Ferreira da Silva, 31 anos, Eduardo foi diagnosticado com escoliose aos 3 meses de idade, desde então, a família busca todas as formas de tratamento, porém, sem dinheiro, tiveram que interromper a fisioterapia.

 

“Ele fazia fisioterapia por causa da escoliose, mas tivemos que interromper por falta de condições financeiras”, relatou a mãe.

 

Eduardo precisa realizar a cirurgia o mais rápido possível. Segundo a mãe, o médico informou que a envergadura da coluna está em um ângulo de 90º e quanto mais aumenta, os órgãos internos como rins, pulmões são prejudicados.

 

A preocupação da mãe que está desempregada, vai além da cirurgia, Andréia teme que após a operação não tenha condições de cuidar do filho.

 

“A gente precisa de doação em dinheiro. Por causa do pós operatório, ele vai precisar de cuidados, remédios, colchão especial”, explicou Andréia.

 

Eduardo realizou vários exames como tomografia da coluna dorsal e lombar; um raio-x panorâmico da coluna, após o laudo médico apontou a necessidade urgente de realizar a cirurgia. A família vai protocolar o pedido de cirurgia junto a Defensoria Pública para que o Poder Judiciário possa acionar o Governo do Estado e obrigá-lo a providenciar o procedimento para o menor.

 

Enquanto a resposta da Justiça não vem, Wilson Pedroso de Alvarenga, padrasto de Eduardo disponibilizou uma conta poupança para receber as doações. Caso alguém queira ajudar a família de outra forma, pode entrar em contato com Andréia pelo telefone (66) 9 9202 5709.

 

Conta para doação

Banco do Brasil 

Agencia: 27642

Conta poupança: 8405-0

Variação: 51

Wilson Pedroso de Alvarenga.

 

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros