Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Cidades Segunda-feira, 04 de Abril de 2016, 16:47 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 04 de Abril de 2016, 16h:47 - A | A

Cuiabá comemora 297 anos de olho no céu

REDAÇÃO

Por que acontecem os eclipses? Como foram marcadas as estações do ano? O que podemos observar no céu além da lua e do sol? Essas e outras respostas vão ser dadas no próximo dia 8, quando acontece o evento “Descobrindo o céu de Cuiabá”, em comemoração ao aniversário da Capital e ao Dia Mundial da Astronomia. A organização é do Instituto de Física da UFMT, do Rotary Club de Cuiabá e da Agência de Notícias Astronômicas Space News MT. Na programação, que tem atividades para crianças a partir dos 3 anos e para adultos, há um cardápio de palestras, oficinas, seções de cinema, exposições, banners e observação estelar em telescópios. Com certeza, uma boa oportunidade de mudar o foco do dia a dia para olhar o céu e, aqui na Terra, ampliar os conhecimentos sobre tudo o que acontece acima de nós no universo infinito. O evento acontece no Instituto de Física da UFMT com atividades das 8h30 às 20h.

 

Conforme os organizadores houve um esforço de várias pessoas para comemorar, pela primeira vez esta data já que cai, justamente, junto do aniversário de Cuiabá. E este local, sendo o Centro Geodésico da América do Sul, tem o papel crucial de disseminar o fomento à ciência astronômica de forma didática e popular aos seus cidadãos. Isso porque é importante que se saiba que o desenvolvimento de um País passa também pelo fomento ao conhecimento científico. Com os horizontes do público sendo ampliados é possível maior entendimento de que é preciso que haja um planetário na Capital e um Observatório astronômico estadual em Mato Grosso. Locais como estes, esclarecem os organizadores, são, não só instrumentos científicos-educacionais, como de desenvolvimento turístico e cultural de um povo.

 

Confira abaixo toda a programação:

Palestras

9h às 10h – Palestra “Da Terra plana ao Multiverso” – Professor Alberto Sanoja

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

 

9h às 10h e das 11h às 12h – Palestra-oficina “Bottle Nebula” – Graduando de Física, John Billy

Local: Instituto de Física

 

10h às 11h – Palestra “Sistema Solar” – Admilson Júnior

 

Local: Auditório 2 do Instituto de Física

 

11h às 12h – Palestra “Como introduzir a Astronomia no ensino Médio” – Professor Marcelo Paes de Barros

 

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

 

11h às 12h – Palestra “Programa Stellarium” – Professor Denilton Carlos Gaio

 

Local: Auditório 2 do Instituto de Física

 

Intervalo para almoço – 12h às 14h

 

14h às 15h e das 15h às 16h – Palestra-oficina “Bottle Nebula” – Graduando de Física, John Billy

Local: Instituto de Física

 

14h às 15h – Palestra “Da Terra plana ao Multiverso” – Professor Alberto Sanoja

 

Local: Auditório 2 do Instituto de Física

 

14h às 15h – Palestra “Plutão, Planetas anões e os confins do Sistema Solar” – Professor Denilton Carlos Gaio

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

 

15h às 16h – Palestras “Meteoritos: mensageiros do espaço” e “Astrofotografia” Professor Pablo Munayco

Local: Auditório 2

 

16h às 17h – Palestra “Esclarecendo os Buracos Negros” – Professora Almeira Sampson

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

 

17h às 18h – Palestras “Meteoritos: mensageiros do espaço” e “Astrofotografia” Professor Pablo Munayco

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

 

Oficinas – Local: Instituto de Física

9h às 10h e das 10h às 11h – Montagem e lançamento de Foguetes

 

11h às 12h – Confecção dos planetas do Sistema Solar (para crianças de 3 a 6 anos e de 7 a 12 anos)

 

14h às 15h e das 15h às 16h – Montagem e lançamento de Foguetes

 

15h às 16h – Construção de Material Didático para Astronomia – Físico Marcos Gonçalves

 

16h às 17h – Montagem de Telescópios Galileanos – Alunos de Introdução à Astrofísica e à Astronomia

 

Exposições – Local: Corredor do Instituto de Física – 9h até às 18h

 

Expo 1 – “Da Terra ao Big Bang” – Exposição comemorativa aos 400 anos da primeira observação registrada com telescópio por Galileu Galilei

 

Expo 2 – “Enriquecimento Químico do Universo e a Vida” –

 

Expo 3 – Banners dos alunos de Introdução à Astrofísica e à astronomia participantes do Pibid – Assuntos:

 

– “A morte das Estrelas” – Helena Bordini;

– “Formas das Galáxias” – Mariane Dias de Souza Gomes e

– “Estrelas Cefeidas” – Yuri Ramos Hernandez

 

Expo 4 – “Grandes Astrônomos da nossa História” – Astrônomo amador, Paulo Wolkmer

 

Filmes do projeto Física na Nuvem

Sessão 1 – Documentário “Além do Big Bang”

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

Horário: 10h às 11h

 

Sessão 2 – Documentário “A história de Tudo”

Local: Auditório 1 do Instituto de Física

Horário: 15h às 16h

Observação do Céu com telescópios

Local: Atrás da Biblioteca

Horário: 18h às 20h

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros