Cidades Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011, 14:55 - A | A

Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011, 14h:55 - A | A

PRESENÇA POLICIAL

Comércio está otimista com reforço de policiais militares na região central

Alguns trabalhadores dizem que já sentem a diferença da presença de policiais que intimida a ação de bandidos; operação vai até fim deste ano tanto no centro de Cuiabá e também na periferia

 

Mayke Toscano/Hipernoticias

Ao menos mil homens estão no policiamento ostensivo de Cuiabá e Várzea Grande na operação "Fim de Ano Seguro"

 

Trabalhadores do comercio da região central de Cuiabá estão otimistas com o reforço no policiamento nos principais pontos comerciais nesta época de festas e de grande fluxo de pessoas em busca de compras.

Com a operação "Fim de Ano Seguro" iniciada na manhã desta segunda-feira (12) pela Polícia Militar, a expectativa dos trabalhadores do comércio e de empresários é que a presença dos policiais intimidem a ação dos bandidos, que já está sendo notado por alguns.

Trabalhando na Praça da República ao lado de uma base móvel da PM, o vendedor de ervas medicinais Carlos Estevão, 60 anos, disse que já perdeu as contas de quantos produtos foram roubados de sua banca móvel. “Com a presença dos policiais aqui pertinho de mim posso até ir no banheiro, coisa que era difícil. Essa época, pessoas do interior em peso vem para cá, então precisamos ter um reforço, mas poderia ficar para o ano todo”.

Encarregado de uma loja de utensílios na Rua 13 de Junho, Lucas Medina, de 24 anos, disse que há dois meses era mais difícil ver um policial próximo ao estabelecimento comercial. Com o movimento da loja, que supera quatro mil pessoas que circulam diariamente pelas dependências, fica muito difícil controlar a ação de alguns bandidos.

“O policiamento a pé melhorou, nós tínhamos muitos roubos, e agora diminuiu porque podemos recorrer aos policiais que estão na praça Ipiranga. Agora que vamos abrir das 8h às 22h podemos nos sentir um pouco mais seguros”, afirmou Lucas Medina.

Logo pela manhã a reportagem observou muitos policiais nas praças da República, Ipiranga e também no entorno, onde foram feitas as entrevistas, mas para o vendedor ambulante Alex da Silva Duarte de 30 anos a diferença também está sendo visível no bairro em que mora. “A gente tá vendo mais policiais aqui no centro, creio que melhorou  também no Tijucal, onde moro”, disse.

Para Airton Rosa, 45, vendedor de uma rede de eletrodomésticos localizada na Rua 13 de Junho, o policiamento é uma ajuda, mas há muito o que melhorar. “Eles devem colocar o policiamento o ano todo porque aqui há muitas tentativas de roubos de televisão e outros equipamento que ficam na frente da loja, então, se não agirmos rápido, eles levam”.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros