Cidades Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011, 20:20 - A | A

Sexta-feira, 21 de Outubro de 2011, 20h:20 - A | A

PARA O BRASIL

Caos no Pronto-Socorro de Várzea Grande é mostrado no Jornal Nacional; veja

Equipe do JN no Ar vem ao município e faz reportagem com cenas de pessoas deitadas no chão da unidade de saúde, que superlotou em função do fechamento de uma ala no PS de Cuiabá

DA REDAÇÃO

O caos no Pronto-Socorro de Várzea Grande, na Região Metropolitana de Cuiabá, foi mostrado pela equipe do Jornal Nacional no Ar, formada por repórteres que se deslocam para onde há situações graves em qualquer parte do país. A reportagem foi mostrada nesta sexta-feira (21) na TV Centro América, afiliada da Globo em Mato Grosso, em jornal ancorado por Willian Bonner e Fátima Bernardes.

O repórter Paulo Renato Soares, da TV Globo do Rio de Janeiro, saiu da capital fluminense na noite de quinta-feira (20) e chegou no mesmo dia em Várzea Grande. Foi direto para o pronto-socorro, onde constatou a presença de dezenas de pacientes deitados no chão à espera de atendimento.

Apesar da boa vontade do médico, cita o repórter, a situação é terrível no pronto-socorro. A superlotação ocorreu porque uma das alas do Pronto-Socorro de Cuiabá foi interditada por causa da queda do forro, incidente provocado pelas fortes chuvas na semana passada.

A auxiliar de cozinha, Carla Arruda, resumiu toda a situação no PSVG: “A gente é tratada como um lixo”. O secretário de Saúde, Pedro Henry, foi entrevistado e disse que “vai chegar o dia em que terá de tomar uma posição radical”.

VEJA REPORTAGEM COMPLETA

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Lucas Tavares 22/10/2011

Um dia após o Jornal Nacional mostrar a vergonha que está a saúde em MT, o povo matogrossense envergonhado deve estar se perguntando: o que fez a CPI da Saúde tão propagada pelo deputado Sérgio Ricardo? Que soluções apontou? O que de prático na verdade aconteceu? Ou será que vamos nos calar e assistir a Saúde de MT ser entregue às OSS atendendo o interesse de poucos?

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros