Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Artigos Terça-feira, 27 de Setembro de 2022, 10:07 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 27 de Setembro de 2022, 10h:07 - A | A

ALUISIO ARRUDA

Salvar a democracia e salvar o Brasil

ALUISIO ARRUDA

Reprodução

Aluisio Arruda

 

Desde o início da civilização os homens travam guerras, na maioria das vezes para conquistar territórios, riquezas e dominar outros povos.

Foi assim desde o regime escravista, depois no Feudalismo, onde grandes impérios como o Romano dominou vários países, para explorar e segregar povos.

A Inglaterra o pais que mais se desenvolveu na época devido ao domínio da navegação e de incipiente indústria, invadiu países, principalmente no continente africano onde não só extraiu riquezas. Os povos desse continente, por conta de sua cor e baixo grau de instrução, foram classificados como inferiores, escravizados, transformados em mercadoria e vendidos aos milhões, mundo afora.

Mais tarde esses mesmos Ingleses aportando no continente americano, dizimou os índios autóctones, porque não aceitaram ser escravizados, mas com os escravos negros construiu uma grande nação, os EUA.

Continuando a velha prática de invasão, dominação e exploração, os EUA foi se transformando em superpotência, principalmente devido ao seu poder bélico. Até hoje já invadiu quase uma centena de países, utilizando sempre um estratagema inteligente de convencimento, interno e externo, o da garantia da democracia.

Aos poucos foi sofisticando seus métodos, antes através do grande poderio bélico, do apoio de magnifica frota naval e bases militares espalhadas em todos os continentes. Hoje sofisticou suas formas de intervenção, a “guerra hibrida”, e como arma as fake News, fazendo uma parte da população odiar a outra, guerrear entre si, em favor do explorador.

O Brasil sempre foi vítima de exploradores. Primeiro dos Portugueses quando aqui aportou Cabral. Depois de muita luta, após se libertar do jugo português, passou a ser vítima de outro ainda mais refinado e cruel, os EUA.

O objetivo principal desse novo explorador não foi apenas sacar nossas riquezas, mas principalmente impedir que o Brasil se desenvolvesse e se transformasse em país concorrente.

Para isso sempre foi fundamental, impedir o nosso desenvolvimento educacional e tecnológico. Sempre foi vital para os EUA que o Brasil jamais pudesse ter um grande parque industrial, grandes e soberanas empresas estratégicas.

Ao entender essa questão, entendemos a perseguição, o cerco e o suicídio de Getúlio Vargas, que construía um dos maiores parques industriais da América Latina, fazendo com que o Brasil na época fosse um dos países de maior crescimento industrial do mundo.

Entender também o golpe militar de 1964, para derrubar João Goulart, ex ministro de Vargas, golpe este com apoio da marinha americana posicionada em nosso litoral, e que nos infelicitou por 21 anos.

Entender o golpe mais recente, através de um impeachment fraudulento, devido a 13 anos de um governo popular que vinha transformando nosso país, passando de 13ª para 6ª economia no mundo. Entender a prisão arbitrária de Lula que novamente poderia governar o pais e dar continuidade ao seu desenvolvimento.

Hoje, por conta da interceptação de conversas secretas entre os algozes de Lula, sabemos que toda a trama, através da operação Lava Jato, fora planejada e comandada pelos EUA, utilizando um juiz parcial e venal por nome Sergio Moro.

Os EUA, assim como outros exploradores, ao derrubar um líder nacionalista, coloca em seu lugar um capacho, um pau mandado, para cumprir seus objetivos, quais sejam explorar, roubar riquezas, privatizar ou destruir empresas concorrentes, impedir enfim as possibilidades de desenvolvimento desse país.

Foi por isso e para isso que foi eleito Bolsonaro, tanto que imediatamente após sua posse foi para os EUA, tomar as bênçãos de Trump e dar continência à bandeira Americana.

Bolsonaro cumpriu à risca seu papel de pau mandado e traidor do Brasil. Destruiu quase que por completo a educação, a ciência e tecnologia, a cultura, o meio ambiente e outras áreas de fundamental importância para o desenvolvimento do Brasil.

Bolsonaro não contente, deixou correr solta a pandemia do COVID, talvez para se livrar dos pobres e idosos, que segundo seu raciocínio e de seus seguidores, são estorvos ao país.

Mas toda desgraça e mentira um dia tem seu fim. Já está claro para a maioria dos brasileiros que a continuidade de Bolsonaro seria o aumento da destruição, dos males que sofremos, o impedimento do desenvolvimento do Brasil.

Pior ainda a possibilidade de mais um golpe na democracia, e a instalação de uma ditadura, tentado por Bolsonaro durante todo seu desgoverno.

Para evitar a confusão que certamente causará em um 2º turno, é melhor nos livrarmos logo no 1º, desse tresloucado, cruel e incompetente que infelicita nosso país e a maioria dos brasileiros.

(*) ALUISIO ARRUDA é Jornalista, Arquiteto e Urbanista, membro do PC do B-MT.

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.hnt.com.br

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Carlos Nunes 28/09/2022

Pois é, não entendi bulhufas isso. São exatamente nos países Socialistas/Comunistas que não existe Democracia nenhuma. Pelo contrário neles acabam com a Liberdade de Opinião e de Expressão, não há Imprensa Livre, nem Partidos Políticos opositores, nem Direitos humanos, nem Liberdade Religiosa. Em Cuba, quando os cubanos pegavam o barco pra fugir pra Miami, tio Fidel, enfurecido, ia atrás e trazia todos presos. Na Rússia tio Lênin mandou matar toda família do Czar, incluindo as crianças. Na China tio Mao, dizendo que a Religião era o Ópio do Povo, invadiu o Tibete, matou todos os sacerdotes, o Dalai lama teve que fugir pra não ser morto. Na Alemanha Oriental os comunistas construíram um Muro, e quem ousasse atravessar era morto por armas ou pelos cães doberman. COMUNISTA falar em Democracia? Bolsonaro é o cara mais democrático...por ele tomava a vacina quem quiser, usava tratamento precoce quem quiser. Ninguém era obrigado NA MARRA a fazer o que não queria. O Estado não deve intrometer na vida das pessoas, pra força-las a nada. Diferente da Coreia do Norte, onde o tio Coreano COMUNISTA, até no corte de cabelo dos homens tem que ser igual ao seu...se cortar diferente, a pessoa e o barbeiro, que ousou desobedecer, são severamente punidos. Que falta de Democracia é essa?

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros