Política Quinta-feira, 07 de Julho de 2011, 19:00 - A | A

Quinta-feira, 07 de Julho de 2011, 19h:00 - A | A

OFENDIDOS

Vereador chora depois de bate-boca por causa de corrupção no Dnit

Parlamentares Tiago Nunes (PSDB) e Chico 2000 (PR) trocaram ofensas no plenário da Câmara na sessão de quinta-feira

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias
Vereador Chico 2000 (foto) atacou Tiago Nunes durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Cuiabá

Bate-boca entre dois parlamentares na Câmara Municipal de Cuiabá fez um vereador chorar durante discurso em plenário na sessão ordinária nesta quinta-feira (7). As divergências começaram quando o Tiago Nunes (PSDB) disse que o Partido da República estava em silêncio.

O republicano Chico 2000 se defendeu e disse que o “caso Dnit” ainda é só uma denúncia, que quando houver a investigação e se chegar as conclusões dos fatos, o culpado tem que ser punido. “Não preciso defender ninguém, houve uma denúncia. Os culpados tem que ser punidos. O que não pode acontecer é punir inocentes”, argumentou.

Chico disse ainda que é bom esperar as investigações finalizarem, para depois ficar chamando os outros de ladrões, fazendo referência a fala de Tiago Nunes no plenário.

O republicano pediu respeito e disse que Tiago precisa crescer como homem e político. “Enquanto um imbecil grita, o justo se cala. O Tiago está desequilibrado por falta de trabalho. Ele não cria projetos e aí fica só falando de denúncias”, disse.

Tiago usou o microfone para se defender e dizer que não fez acusação contra ninguém ninguém, mas se a “carapuça” serviu ele não poderia fazer nada. O choro aconteceu na hora em que ele falou da corrupção no país. “Eu não falei nome de ninguém, mas vestiram a carapuça. Eu grito com a voz da população, eu creio que um dia o Brasil vai conseguir acabar com a corrupção”, finalizou e saiu da sessão da Câmara e não participou das votações em pauta.

Alguns parlamentares reclamaram da atitude do vereador Tiago Nunes e saíram na defesa de Chico 2000, entre eles Toninho de Souza (PDT), Carlos Haddad (PTB), Leonardo de Oliveira (PSDB) e Antônio Fernandes (PSDB).

SEM OBJETIVO

Mayke Toscano/Hipernotícias
Tiago Nunes (PSDB) chora depois de bate-boca com Chico 2000 (PR)

Há dias as sessões da Câmara Municipal de Vereadores têm sido de ataques entre os parlamentares. O assunto em questão é a denúncia de envolvimento de propina no Ministério dos Transportes e que o diretor-geral do Departamento Nacional dos Infraestrutura de Transporte, Luiz Pagot, faz parte do desvio de verba para as construções de obras para a Copa de 2014.

 

 

No plenário da Câmara de Vereadores, Tiago Nunes começou falando que ministro “caiu” e posteriormente fez citações sobre Pagot e o partido (PR). A partir deste momento começaram os ataques e troca de ofensas entre os parlamentares.





Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

DOM AQUINO 08/07/2011

Chico 2000, cala-te. Vc quer acabar com o nosso campeonato amadorzão mas não irá conseguir. O Dom Aquino inteiro estará em guerra com vc. Como vc pode ser loko hein...

1 comentários

1 de 1

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros