Política Quarta-feira, 27 de Julho de 2011, 15:16 - A | A

Quarta-feira, 27 de Julho de 2011, 15h:16 - A | A

RESPOSTA

Vereador afirma que presidente da Câmara de Cuiabá está desesperado

Petista Lúdio Cabral disse que Julio Pinheiro está tentando desviar foco sobre privatização da Sanecap

HÉRICA TEIXEIRA
herica@hipernoticias.com.br

Mayke Toscano/Hipernotícias
Lúdio Cabral afirma que pode entrar na Secretaria Legislativa a hora que quiser e Júlio Pinheiro está desesperado

“As declarações de Júlio Pinheiro demonstram certo grau de desespero”. Esta frase é do vereador Lúdio Cabral (PT) em resposta às declarações do presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá.

O petista declarou ainda que o artifício do presidente é para desviar o foco da imrpensa quanto a lei que regulamenta a Agência Municipal de Regulação dos Serviços de Água e Esgotamento Sanitário de (Amaes) e disse ainda que vídeo mostrado para a imprensa não vai complicar seu trabalho.

“O vídeo não diz nada. Eu tenho acesso a qualquer momento na Secretaria Legislativa para defender meu mandato”, frisou.

Lúdio ainda falou sobre a atuação da Polícia Militar no final desta manhã quarta-feira (27), quando utilizou balas de borracha para dispersar manifestantes e acabou atingindo duas pessoas. “É lamentável a atitude da polícia. Os policiais precisam estar preparados. O resultado desta ação demonstra despreparo dos policiais”, argumentou.

PREFEITURA DE CUIABÁ

O prefeito de Cuiabá, Chico Galindo (PTB), informou por meio de assessoria que ação dos manifestantes não tem nenhum caráter reivindicatório, mas apenas de manifestação desordeira.

O chefe do Executivo respondeu sobre as notícias que saíram na mídia sobre a privatização dos serviços da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) e reiterou que privatizar é ato proibido pela Constituição Federal e argumentou que todos os direitos dos servidores estão garantidos com a concessão.

Quanto a presença da Polícia Militar na porta do Palácio Alencastro no momento do protesto, o único objetivo é a preservação do patrimônio público e da integridade de todos que trabalham ou estão na Prefeitura de Cuiabá. Lembrou que os manifestantes que promoveram o movimento são os mesmos que há cerca de duas semanas invadiram o prédio da Câmara Municipal (Palácio Paschoal Moreira Cabral), causaram destruição e danos ao patrimônio público e até agrediram seguranças.

Os manifestantes que ocuparam a frente da Prefeitura de Cuiabá portavam, inclusive, fogos de artifício de alto impacto, que usados de forma incorreta podem causar sérios ferimentos às pessoas e danos materiais.

NOVAS MANIFESTAÇÕES

O Fórum contra a privatização e as entidades que o apóiam realizam nesta quinta-feira (28) uma reunião para tratar sobre as novas manifestações. O encontro vai acontecer no final da tarde, às 18h30min, no Sindicato dos Bancários, no centro de Cuiabá, na rua Barão de Melgaço.

Na próxima terça-feira (2), está programado mais um ato público no centro da Capital. O horário ainda não está definido.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros