Política Quinta-feira, 23 de Junho de 2022, 09:06 - A | A

Quinta-feira, 23 de Junho de 2022, 09h:06 - A | A

ACESSO PAGO

Prefeitos e pastores de MT não têm envolvimento em esquema no MEC, avalia Botelho

PF deflagrou, nesta quarta, operação para investigar esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos e verbas do Ministério da Educação sob comando de Milton Ribeiro

ALEXANDRA LOPES

MAURICIO BARBANT

image

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (UB), acredita que os prefeitos e pastores de Mato Grosso não estejam envolvidos no esquema de corrupção envolvendo pastores evangélicos e verbas do Ministério da Educação durante a gestão de Milton Ribeiro, preso nesta quarta-feira (22), durante desdobramentos da operação Acesso Pago, da Polícia Federal.

“Eu acredito que não tenha ninguém de Mato Grosso envolvido nisso aí. Estamos tranquilos. Estamos fora disso. Os pastores nossos estão foram disso”, declara Botelho.

O parlamentar também foi questionado se a operação poderia resultar em algum impacto negativo na pré-campanha de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL), que já deu mostras públicas de apoio ao governador Mauro Mendes (UB), em eventual projeto de reeleição. Na avaliação de Botelho, operações policiais não deveriam ser deflagradas em período eleitoral.

“Eu acho que toda investigação, todas essas operações que tem no momento eleitoral, causa um certo impacto. Eu, inclusive, defendo que quando começar o processo mesmo, a não ser que seja algo muito flagrante. Porque tem muita operação que é feita apenas com intuito de prejudicar eleição. Não estou dizendo essa, claro”, avaliou.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros