Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020, 14h:10

Tamanho do texto A - A+

Vereador preso planejava roubar traficantes para revender droga

Por: WELLYNGTON SOUZA

O vereador por Várzea Grande Jânio Calistro (PSD), preso na operação Cleanup, que desarticulou uma quadrilha suspeita de tráfico de drogas no município, estaria planejando roubar traficantes bolivianos com intuito de revender os entorpecentes.

Rodinei Crescêncio/RDNews

janio calisto.jpg

 

A informação consta na decisão judicial que decretou a prisão do ex-presidente da Câmara e de outros 22 alvos da operação deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), em dezembro de 2019.

Segundo informações do site VG Notícias, consta nos autos, que escutas telefônicas entre um homem identificado como João Vanderson, conhecido como Peruca, teria forte vínculo com o parlamentar. João atualizava Jânio sobre todos os esquemas na organização criminosa.

Em uma das chamadas interceptadas, Peruca informa o vereador sobre uma chácara onde ficam dois bolivianos. Ele relata que o lugar possui muros altos e que as câmeras de segurança estariam desligadas.

João então afirmou que apenas duas pessoas estariam no local e que haveria uma grande quantidade de droga, avaliada em R$ 1,8 milhão. A droga chegaria em um caminhão boiadeiro. Durante a chamada, o vereador repreende o comparsa para que não comentasse sobre o preço ou venda da droga.

Sobre operação

A ação policial cumpriu 23 mandados de prisão preventiva e 33 de busca e apreensão que foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Várzea Grande. A investigação da DRE aponta ainda que o grupo seria associado à facção criminosa Comando Vermelho.

Conforme o titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, Jânio passava informações de compra e venda de entorpecentes ao grupo. “O vereador estava associado ao grupo. Ele passava informações de compra e venda de entorpecentes. Tivemos elementos que comprove essa ligação dele com grupo durante o período de investigação. Mas não podemos considerar ele como liderança da quadrilha. A participação dele é na orientação dos envolvidos”, disse o delegado.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei