Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2020, 09h:04

Tamanho do texto A - A+

Saiba quem é o empresário preso pela PF suspeito de lavagem de dinheiro

Por: LUIS VINICIUS

Tairone Conde Costa é o nome do empresário que foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta sexta-feira (11), durante a Operação Status, deflagrada em Mato Grosso e mais quatro estados. Ele é proprietário da concessionária Classe A, localizada na Avenida Fernando Corrêa, em Cuiabá.

tairone conde costa.jpg

 

LEIA MAIS: Dono de concessionária de luxo é preso pela Polícia Federal em Cuiabá

Conforme a Polícia Federal, Tairone estaria envolvido no crime de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas. Além do mandado de prisão preventiva, os agentes cumpriram ordens de busca e apreensão no estabelecimento de luxo.

Durante os cumprimentos das ordens, os policiais apreenderam vários veículos na concessionária. Dentre eles estão, Lamborghini, Jaguar, BMW 320 I, Porshe e Land Rover. Os carros de luxos deverão ser encaminhados à Polícia Federal para procedimentos.

Tairone também será levado à unidade policial para prestar depoimento ao delegado responsável pela operação. Até a publicação da matéria, o HiperNotícias não havia conseguido contato com a defesa do empresário.

O proprietário da concessionária é suspeito de fazer parte de um esquema criminoso que tinha como ponto principal a lavagem de dinheiro do tráfico de cocaína, por meio de empresas de “laranjas” e empresas de fachada, dentre as quais havia construtoras, administradoras de imóveis, lojas de veículos de luxo, dentre outras.

A estrutura, especializada na lavagem de grandes volumes de valores ilícitos, também contava com uma rede de doleiros sediados no Paraguai, com operadores em cidades brasileiras como Curitiba, Londrina, São Paulo e Rio de Janeiro.

Além do mandado de prisão contra o empresário, também são cumpridas ordens de busca e apreensão em outros locais de Cuiabá, Barra do Garças e Primavera do Leste. Os alvos também não foram divulgados.

A Polícia Federal informou que estão sendo sequestrados mais de R$ 230 milhões em patrimônio do tráfico de drogas.

No Brasil, estão sendo sequestrados e apreendidos 42 imóveis, duas fazendas, 75 veículos, embarcações e aeronaves, cujos valores somados atingem os R$ 80 milhões em patrimônio adquirido pelos líderes da organização criminosa.

Além de Mato Grosso, a ação policial é deflagrada em Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e ainda em Assunção e Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

A operação foi batizada de “Status” em alusão à ostentação de alto padrão de vida mantida pelos líderes da organização criminosa, com participações em eventos de arrancadas com veículos esportivos de alto luxo, contratação de artistas famosos para eventos pessoais e residências de luxo.

Ao todo, são oito mandados de prisão preventiva e 42 mandados de busca e apreensão, além das ordens de sequestro já mencionadas, todas expedidas pela 5ª Vara Federal em Campo Grande (MS).

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei