Polícia Quarta-feira, 07 de Outubro de 2020, 11:00 - A | A

Quarta-feira, 07 de Outubro de 2020, 11h:00 - A | A

EM POSTO DE COMBUSTÍVEL

Politec realiza perícia em vídeos que mostram policial sendo morto por colega

LUIS VINICIUS

Peritos Criminais da Gerência de Perícias em Áudio e Vídeo da Politec realizaram na noite de segunda-feira (5) uma perícia no Posto Renascença, localizado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA), em Cuiabá. A análise é referente à morte do soldado da Polícia Militar, Ricardo Ferreira de Azevedo, morto pelo tenente Alisson Rocha Brizola, 27 anos, da Força Tática, no dia 28 de maio deste ano.

ricardo ferreira.jpg

 

O objetivo da perícia é responder aos quesitos demandados pelo encarregado inquérito policial militar (IPM) major Lamonier de Figueiredo Sales. Os trabalhos são relacionados às imagens registradas pelas câmeras de segurança do posto, como, por exemplo, obter a distância da viatura até a vítima, as condições de visibilidade do atirador no momento do disparo, se no momento do disparo a viatura estava em movimento, dentre outros.

Os dados coletados durante a análise serão sobrepostos e confrontados com as imagens registradas no dia da ocorrência. Os trabalhos se iniciaram às 20h e terminaram às 23h.

O caso passou a ser investigado no IPM depois que o delegado Olimpio Cunha Fernandes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) declinou de sua competência. A justificativa da autoridade policial é de que se trata de um crime militar. Depois da morte do PM, quatro militares envolvidos na ação foram afastados.

LEIA MAIS: Delegado declina de competência e morte de soldado será investigada na vara militar

O caso

O fato iniciou quando policiais da Força Tática estavam em patrulhamento pela Capital. As 21h40, os agentes foram acionados para atenderem uma ocorrência em que quatro motociclistas estavam fazendo manobras perigosas na Avenida Beira Rio, na Capital.

Os agentes saíram em buscas e já na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), no pátio de um posto de combustível, flagraram dois homens em uma motocicleta, com uma arma em punho, apontando para outro homem.

Rapidamente, o tenente da Força Tática ordenou para que a dupla soltasse as armas. No entanto, a ordem não teria sido obedecida e diante disso, o tenente atirou no soldado.

Porém, a versão dos policiais vão na contramão do que se mostra no vídeo.

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros