Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020, 16h:00

Tamanho do texto A - A+

Após 21 dias de abordagem da Rotam, homem continua desaparecido

Por: JOYCY AMBRÓSIO

Passados 21 dias, familiares e amigos de Maurício Sousa Costa, 34 anos, ainda procuram informações sobre seu paradeiro. Ele sumiu após ser abordado por policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), em um mecânica, em Várzea Grande. A Polícia Militar informou que os PMs envolvidos foram identificados e deverão prestar esclarecimentos.

mauricio souza carro carbonizado.jpg

 

Os familiares de Maurício informaram que no dia 17 de julho ele estava chegando ao bairro Parque do Lago, quando parou em um mecânica para arrumar o vidro de seu carro, um veículo Chevrolet Prisma. Neste momento, dois policiais à paisana que estavam no local ligaram para os policiais da Rotam avisando que o homem estaria ali.

Após o chamado, os militares da Rotam foram ao local e abordaram Mauricio e o colocaram em uma viatura, sem algemas. Já o seu veículo foi levado por outros policiais. Porém, o homem não foi levado para nenhuma delegacia. Diante disso, os familiares começaram a procurar por notícias dele. 

Dois dias depois (19 de julho), o carro de Maurício foi encontrado carbonizado na região rural Santa Clara, em Santo Antônio do Leverger (25 km de Cuiabá). O veículo foi encontrado totalmente depenado. Porém, o homem não foi localizado.

Outro lado 

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar informou que a equipe da Rotam, que estava trabalhando no dia do desaparecimento de Maurício, foi identificada pelo oficial da instituição que preside o inquérito policial militar (IPM). 

A assessoria de imprensa da Polícia MIlitar não informou se os policiais foram afastados ou se estão trabalhando no administrativo da corporação.

O caso é acompanhado pela Corregedoria da Polícia Militar.

Quem tiver informações do paradeiro de Maurício pode entrar em contato com a Polícia Civil 197.

LEIA MAIS: Carro carbonizado era de homem que desapareceu após ser abordado pela Rotam, diz família

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei