Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,48
euro R$ 6,00
libra R$ 6,00

Polícia Terça-feira, 19 de Março de 2024, 10:34 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 10h:34 - A | A

INQUÉRITO MILITAR

Advogado da família de Lucas avalia como "positiva" condução das investigações dos Bombeiros

Em entrevista, profissional disse que capitão responsável pelo treinamento entrou em contradições no seu depoimento, na última sexta-feira

THIAGO STOFEL
Da Redação

O advogado da família do aluno bombeiro Lucas Veloso Peres, morto aos 27 anos por afogamento na Lagoa Trevisan, Djalma Cunha, disse ao HNT que vê como positiva a condução das investigações do Corpo de Bombeiros sobre a morte do jovem até o momento. O aspirante a bombeiro morreu durante treinamento de salvamento da corporação, em 27 de fevereiro.

LEIA MAIS: Aluno morre em treinamento do Corpo de Bombeiros na Lagoa Trevisan

O jurista fez questão de destacar o trabalho das autoridades que estão na responsabilidade de conduzir a investigação. Para ele, tudo está seguindo da forma como precisa ser, 'com intuito de conseguir somente a verdade'.

“Tudo ocorreu bem, da forma que gostaríamos que fosse. Os responsáveis pelo curso foram ouvidos, as testemunhas também, e tudo que queremos é que todos falem a verdade. Só queremos defender o direito da família. Foi tudo tranquilo”, disse o advogado.

Djalma ainda informou que, nos próximos dias, a reconstituição do caso deve ocorrer, além da oitiva de outras testemunhas.

Na última sexta-feira (15), o capitão Daniel Alves Moura e Silva prestou depoimento na sede da Diretoria de Segurança Contra Incêndio e Pânico, em Cuiabá. Ele era o responsável pela coordenação do curso que acabou vitimando o aluno Lucas Veloso Peres.

LEIA MAIS: Capitão bombeiro que ministrava curso em que Lucas Veloso se afogou chega para prestar depoimento; veja vídeo

Em entrevista para a TV Centro América, o advogado disse que o capitão Daniel entrou em contradição durante seu depoimento sobre a dinâmica que levou à morte do jovem.

“Vamos analisar essas contradições que já percebemos que existiram e vamos trabalhar nossa assistência com o objetivo de elucidar tudo”, declarou.

Já nesta segunda-feira, o soldado Kayque Gomes dos Santos foi ouvido em depoimento que durou cerca de quatro horas. Ele estava junto do capitão Daniel Silva no momento do afogamento de Lucas. 

O caso está sendo apurado pela Corregedoria Geral dos Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros abriu um inquérito militar para apurar as causas que levaram à morte do aluno, já que prints que vieram a público de outros alunos do curso sugerem que a vítima teria recebido alguns “caldos”.

HNT ainda informou, em primeira mão, que as análises preliminares apontaram que o aluno Lucas Veloso morreu afogado durante treinamento do Corpo de Bombeiros. De acordo com a apuração, foram diagnosticadas duas lesões, sendo elas cogumelos de espuma e as manchas de paltauf.

LEIA MAIS: Laudo preliminar aponta que aluno soldado morreu afogado em treinamento dos Bombeiros

Clique aqui  e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros