Mundo Quinta-feira, 09 de Junho de 2011, 14:52 - A | A

Quinta-feira, 09 de Junho de 2011, 14h:52 - A | A

Refugiados sírios na Turquia já somam 2.500, diz ministro

Governo turco garantiu que não fechará sua fronteira aos que fogem da repressão. Ambulâncias foram acionadas para o caso de chegarem feridos

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

O número de sírios refugiados na Turquia chega próximo de 2.500, segundo o ministro de Relações Exteriores turco, Ahmet Davutoglu.

O ministro, que participa em Abu Dhabi da reunião do grupo de contato sobre a Líbia, calcula que o país já recebeu 2 mil refugiados sírios que tentam escapar da onda de revoltas no país.

Dada a situação na Síria, o governo turco decidiu criar novos campos de refugiados por causa da previsão de novas chegadas.

O campo Meia Lua Vermelha, em Yayladagi, fronteira entre a Síria e a Turquia, tem capacidade para 3.500 pessoas. Os refugiados que chegaram nesta quarta e nesta quinta-feira foram levados para lá. Ambulâncias também foram acionadas para o caso de chegarem feridos.

Burhan Ozbilici/Associated Press
Soldados turcos e equipes médicas com ambulâncias esperam por refugiados sírios na fronteira

FRONTEIRA

Depois de receber cerca de 150 refugiados em apenas 24 horas entre terça e quarta-feira, o governo da Turquia garantiu que não fechará sua fronteira aos sírios que fogem da repressão em seu país.

"Neste momento, não há dúvidas de que a fronteira ficará aberta para os refugiados da Síria", afirmou o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, que pediu ainda ao ditador sírio, Bashar al Assad, que cumpra com as reformas esperadas pela população.

"Nossa inquietude só aumenta", disse Erdogan à imprensa, ao referir-se à situação no país vizinho. "Espero que o regime sírio dê passos urgentes a favor das reformas que tanto pede a população civil."

As declarações de Erdogan vieram após a chegada de um novo grupo com 122 refugiados da Síria, a maioria mulheres e crianças, a uma região do sul da Turquia. A Turquia e a Síria dividem uma fronteira de mais de 800 km.

O ministro turco de Relações Exteriores expressou, no entanto, preocupação com o fato do país ser invadido por um grande fluxo de refugiados sírios --o que "não seria desejável".

Kemal Dagistanli, prefeito de Yayladagi, disse que a cidade já tem 250 sírios em um acampamento para refugiados, "e seguem chegando grupos". "Nosso maior temor é que vá chegando mais gente se não houver uma reconciliação na Síria", disse.

Os sírios que conseguiram cruzar a fronteira contam que temem sofrer represálias do regime de Assad, que está reprimindo com brutalidade as revoltas populares que já têm o saldo de mais de mil mortos.

A maioria dos refugiados procede de Jisr Al Shugur, que desde o sábado é palco de operações do Exército sírio. Na segunda-feira, as autoridades do país afirmaram que 120 policiais foram mortos na cidade por grupos armados.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros