Sábado, 18 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,11
euro R$ 5,55
libra R$ 5,55

Entretenimento Terça-feira, 27 de Setembro de 2016, 08:33 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 27 de Setembro de 2016, 08h:33 - A | A

"Will & Grace" volta com cena sobre eleição nos Estados Unidos; assista

G1

A eleição do próximo presidente dos Estados Unidos motivou a primeira reunião do elenco original da série "Will & Grace" em dez anos. Exibida entre 1998 e 2006 pelo canal NBC e vencedora de 16 Emmy, a série cômica ganhou nesta segunda-feira (26) uma cena com pouco menos de dez minutos em que aparecem os atores Debra Messing, Eric McCormack, Sean Hayes e Megan Mullally.

 

 

Divulgação

Will e Grace

 

O assunto é a disputa pela Casa Branca entre Hillary Clinton e Donald Trump (o candidato republicano é alvo de comentários irônicos). Mas há também piadas sobre outros temas, como "Cinquenta tons de cinza" e a separação de Brad Pitt e Angelina Jolie.

 

O retorno começa com Will (Eric McCormack) e Grace (Debra Messing) conversando sobre o mundo atual. "Como é possível o Donald Trump ser candidato à presidência dos Estados Unidos?", pergunta Will.

 

Em seguida, Grace comenta: "Você sabia que o cara de 'Cinquenta tons de cinza' tem um dublê de bunda?". É a deixa para o personagem de McCormack fazer um trocadilho com título em inglês do best-seller: e assim "Fifty shades of Grey" vira "Fifty shades of Gay".

 

Na sequência, entra em cena Karen (Megan Mullally), que grita o nome de Trump enquanto segura bandeirinhas dos Estados Unidos e uma sacola da campanha republicano.

 

Quando Grace tenta convencê-la de que não é certo votar em Trump (dentre outras coisas, porque ele é crítico aos imigrantes mexicanos), Karen diz que ele é seus "mais velhos amigos" ("eu até o ajudei a escolher a Melania!").

 

O último do quarteto a aparecer é Jack (Sean Hayes), que se diz indignado com o anúncio do divórcio de Brad Pitt e Angelina Jolie e declara não saber ainda em quem vai votar.

 

Diante da indecisão do colega, Karen tenta convencê-lo dizendo que Trump é a melhor opção, a menos que o amigo queira "hordas de pessoas marrons atravessando nossas fronteiras vindo de todas as direções". "Uma coisa é você sentar na plateia [do musical] 'Hamilton' [e estar ao lado dessas pessoas], mas você definitivamente não vai querer ver vê-las por tudo quanto é lado".

 

Já quando Will e Grace lhe pedem para votar em Hillary Clinton, Jack afirma: "Sim, mas eu não gosto que ela use calças...". Por fim, ele só é convencido depois de Will lembrar que Katy Perry simpatiza com a candidata democrata. Ao término da cena, a tela exibe a hashtag #votehoney

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros