Economia Sexta-feira, 17 de Junho de 2011, 15:36 - A | A

Sexta-feira, 17 de Junho de 2011, 15h:36 - A | A

Foxconn posterga para setembro produção de iPads no Brasil

Escassez de mão de obra especializada no país é uma das principais causas para o atraso

DA FOLHA DE SÃO PAULO

A Foxconn vai iniciar somente em setembro a produção de iPads --tablets da Apple-- no Brasil, prevista antes para julho. A nova estimativa foi informada ontem pela empresa asiática, segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante.

A mesma empresa também irá fabricar iPhones no Brasil.

O atraso tem duas causas, de acordo com o ministro. Uma é que a alça de acesso à fabrica na cidade de Jundiaí, considerada fundamental para escoar a produção, não ficou pronta. "A prefeitura teve um atraso nas obras", explicou.

A outra justificativa é que, segundo Mercadante, houve um atraso na seleção dos mais de 200 engenheiros que devem ser enviados para fazer estágio na China. A fabricante já mandou para treinamento 175 engenheiros. "Eles tiveram dificuldade pela escassez de mão de obra no Brasil", disse.

O ministro considerou que o atraso é uma dificuldade previsível. "Não é relevante isso, um mês a mais, um mês a menos. Quem quiser comprar tablet mais barato vai ter que esperar mais um pouco", afirmou.

De acordo com o ministro, oito empresas estão licenciadas para produzir tablets no Brasil, dentro das regras de 20% de conteúdo local no primeiro ano, e 80% em três anos. Entre elas, ele citou Samsung, Semp Toshiba, HP, Apple e Positivo.

Essas companhias vão ter isenção de 31% de impostos federais, mas há ainda incentivos estaduais e municipais, que, segundo Mercadante, devem levar a uma redução de 40% no preço. "Acho que até o final do ano teremos muitos tablets verde-amarelos no Brasil".

NATAL

No começo desta semana (13) Mercadante afirmou que," provavelmente até o Natal", os consumidores brasileiros terão iPads e iPhones fabricados no Brasil.

Na mesma ocasião o ministro havia dito que a intenção da Foxconn é iniciar a produção de iPhones no mês que vem.

A produção brasileira do tablet e do smartphone da Apple faz parte da estratégia de ampliação da presença da gigante taiwanesa no Brasil.

Nesta semana, questionado sobre os R$ 12 bilhões a serem investidos pela Foxconn no país em cinco anos, Mercadante disse que trata-se de uma segunda etapa, ainda sem prazo para acontecer.

FABRICAÇÃO NACIONAL

Segundo Mercadante, 13 empresas já se inscreveram para fabricar os tablets no Brasil com a isenção tributária proposta pelo governo e oito delas já conseguiram aprovação.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros