Economia Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011, 18:10 - A | A

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011, 18h:10 - A | A

MUDANÇAS

Banco Central normatiza regras para atuação de correspondentes no país

A mudança consiste em pedir garantia de que os colaboradores que trabalhem no setor tenha entendimento sobre crédito e consumidor

DA REDAÇÃO

Arquivo Pessoal

Raniery Queiroz é diretor da Associação Nacional das Empresas Prestadoras de Serviços ao Consumo (Aneps) em Mato Grosso

O Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu novas normas para o trabalho de instituições financeiras e correspondentes de todo país. Entre as mudanças está a exigência de capacitação e certificação do funcionário que trabalha com operações de créditos. A resolução é do Banco Central.

Segundo o diretor da Associação Nacional das Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes do País (Aneps) de Mato Grosso, Raniery Queiroz, até 2014 todas as operadores de agentes e correspondentes de créditos terão que ter a certificação para fazer o atendimento aos clientes.

Raniery argumentou que regulamentação das empresas será mediante aplicação de prova contendo questões sobre matemática financeira básica, Código de Defesa do Consumidor, ética nos negócios, produtos e serviços e fundamentos do mercado financeiro. No total serão 40 perguntas e o avaliado tem que acertar 70% destas, ou seja, 28 questões.

Para Raniery Queiroz, a medida é muito importante em um país que o crédito é amplamente divulgado. “A norma é muito importante para que os clientes tenham mais segurança”, pontuou Raniery.

A ANEPS é responsável pela aplicação do teste nas instituições de crédito. Nesta terça-feira (20), na Capital de Mato Grosso o teste já foi aplicado em uma empresa de crédito, no centro de Cuiabá. Todos os colaboradores são obrigados a fazer avaliação. Em 15 dias é que sai o resultado.

Correspondentes são pontos de atendimento que oferecem serviços bancários como, por exemplo, lotéricas, Correios, supermercados, padarias e farmácias.

Atualmente, existem cerca de 150 mil pontos de atendimento que oferecem serviços financeiros no país. Do total de 5.564 municípios, apenas 24 não contam com atendimento por meio de correspondentes.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros