Economia Quarta-feira, 07 de Outubro de 2020, 07:13 - A | A

Quarta-feira, 07 de Outubro de 2020, 07h:13 - A | A

Ásia: bolsas sobem na maioria com orçamento australiano e setor tech; Tóquio cai

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

A maioria das bolsas asiáticas encerrou o pregão desta quarta-feira (7) em alta, ajudadas pela proposta de orçamento australiano, bem recebida pelo mercado, e por ganhos em ações do setor de tecnologia. A exceção se deu no mercado de Tóquio, onde a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de interromper as negociações com a oposição em torno de um novo pacote fiscal para o país teve peso maior.

O governo da Austrália anunciou sua proposta de orçamento para o próximo ano fiscal, com aumento do déficit público para cerca de 213,7 bilhões de dólares australianos (US$ 151,8 bilhões), ou 11% do Produto Interno Bruto (PIB) local. Serão concedidos US$ 257 bilhões em apoio econômico direto, em cortes de impostos e programas sociais. A disposição do Executivo local de elevar o estímulo fiscal para apoiar a economia repercutiu positivamente no mercado e deu força às bolsas asiáticas. O índice S&P 500/ASX, da Bolsa de Sidney, encerrou o dia em alta de 1,25%, aos 6.036,40 pontos.

Acompanharam o tom o australiano o índice Hang Seng, de Hong Kong, que subiu 1,07%, aos 24.238,00 pontos, e o índice Kospi, de Seul, que avançou 0,89%, aos 2.386,94 pontos. Na capital sul-coreana, o setor de tecnologia puxou os ganhos, com as ações da Samsung subindo 1,50% e as da LG, 1,80%.

Contrariando os pares, o índice Nikkei, da Bolsa da capital japonesa, fechou o dia em leve queda, de 0,05%, aos 23.422,82 pontos, com a canetada de Trump afetando o humor.

Os índices acionários da China continental seguem fechados, em virtude do feriado do Dia Nacional. Os negócios devem ser retomados apenas na semana que vem.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

 

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros