Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Cidades Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016, 09:17 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2016, 09h:17 - A | A

PRÓXIMO PASSO

Vítima de câncer comemora última sessão de quimioterapia

RAYANE ALVES

“Me sinto aliviado e animado para o próximo processo”. A declaração é de César Pereira de Lima de 44, vítima de câncer de mama diagnosticada no começo deste ano.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

cesar lima

 

Na quinta-feira (17), César fez a última sessão de quimioterapia. Agora, ele irá dar uma pausa de 14 dias para começar com a radioterapia. 

 

“Com a graça de Deus e amor da minha esposa e filhos conclui este processo demorado que agride muito o organismo. É uma data simbólica para todos os pacientes de câncer quando isso acontece. Agora estou ansioso para começar o último passo que é a rádio. Apesar de ainda estar em tratamento, estou muito animado e disposto”, afirmou. 

 

Na última sessão de quimioterapia, César teve apoio de toda a família. No hospital uma festa de despedida foi organizada. Teve bolo, óculos animados e chapéus. 

 

César teve a suspeita da doença em janeiro deste ano quando percebeu que o mamilo estava retraído. Ele procurou médico e o primeiro profissional afirmou que era apenas um cabelo encravado e com o tempo melhoraria.

 

“Fui pesquisar na internet e os médicos afirmavam que mamilo retraído em homem 95% dos casos é câncer de mama. Decidi marcar com um especialista. Ele olhou, apertou e depois da biópsia deu positivo. Além do caroço no peito, eu também estava com um abaixo das axilas que também foi retirado”, contou.

 

César lembrou que não sentia dores. O único dia em que sentiu desconforto foi quando estava brincando de lutinha com o filho e um dos tapas acertou no peito. “Aquilo doeu tanto que logo imaginei que a situação não estava correta porque até outubro, eu não tinha nada, meus exames estavam todos normais”, lembrou.

 

O médico oncologista Andre Crepaldi explicou que a campanha do Outubro Rosa acaba vinculando a imagem da doença a mulher. Mas, apesar de uma porcentagem muito baixa, as pessoas do sexo masculino devem se lembrar que qualquer caroço e mamilo retraído pode ser um alerta para começar a investigação de um possível tumor.

Arquivo Pessoal

Cesar

 

“O tecido mamário do homem é muito menor e pode facilitar o autoexame. Mas, a vergonha e o medo fazem com que as pessoas deixem de lado e isso não é correto. É importante deixar claro também que a doença é multifatorial. Os casos genéticos são bem menos comuns. Então isso não deve ser levado em conta quando alguém pode desenvolver o câncer”, afirmou o médico.

 

Conforme o oncologista, a maioria dos casos diagnosticados não tem apenas um fator único para que a doença possa ser desenvolvida. No caso do câncer de mama, ele pode estar associado em alguns pacientes ao peso, medicações para reposição de hormônio, estresse e diabetes.

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros