Cidades Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011, 16:09 - A | A

Quinta-feira, 29 de Setembro de 2011, 16h:09 - A | A

EM ALERTA

Trinta pessoas estão com sintomas de toxoplasmose em Cuiabá

Quinze pessoas de um grupo religioso, na região do Coxipó, foram os primeiros a serem identificados

 

Mayke Toscano/Hipernotícias

Moema Blat, médica veterinária e secretário Adjunto do SMS, Euze Carvalho explicam na coletiva que investigações estão sendo realizadas

Um alerta foi dado pela Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá (SMS) na tarde desta quinta-feira (29): 30 pessoas estão com sintomas de toxoplasmose em Cuiabá.

Os primeiros casos registrados foram no dia 20 de setembro. Um grupo formado por 15 pessoas, que fazem parte de uma comunidade religiosa no Coxipó. Um médico, que faz parte do grupo, identificou os sintomas e logo acionou a vigilância sanitária da Secretaria.

Acreditava-se que poderia ser um caso isolado, mas outras 15 pessoas foram diagnosticadas com os sintomas em pontos diferentes da cidade. O que afastou a primeira hipótese de ser um caso isolado.

O secretário-adjunto de Saúde, Euze Carvalho, disse que no momento está fazendo um levantamento do histórico epidemiológico nos pontos onde foram identificados os casos. “Não podemos falar onde foi cada caso porque queremos a confiança dessas pessoas e para que as investigações sigam normalmente”, comentou.

A gerente de Vigilância de Doenças e Agravos Transmissíveis, Flávia Guimarães, disse que mais da metade das pessoas que estão sendo acompanhadas por uma equipe de cinco enfermeiros da SMS apresentaram dores musculares, de cabeça, inchaço dos gânglios (popularmente conhecido como íngua), febre e manchas avermelhadas.

A médica veterinária, que é responsável técnica pelo centro de informações estratégicas de vigilância e saúde, Moema Blatt, disse que os felinos são hospedeiros do protozoário da toxoplasmose. No meio urbano é mais comum em fezes de gatos na fase jovem, afirmou Moema.

A preocupação da médica veterinária é quanto ao abandono de gatos. "Não é preciso abandonar o felino, já que há tratamento. Nos gatos adultos quase não há incidência do protozoário. O importante é que as pessoas deixem de comer carnes mal passadas e tomar água que seja bem tratada", explica.

Outra forma de adquirir a toxoplasmose é através da ingestão de carnes mal passadas, principalmente as de porco, carneiro e boi.

Mesmo com o alerta, o secretário-adjunto Euze Carvalho disse que a situação não é de desespero, já que há preparo suficiente por parte da SMS. As pessoas que tiverem diagnóstico positivo para reação da doença serão tratadas antibióticos.

DOENÇA AUTOLIMITADA

A infectologista Giovana Tazin, professora do curso de medicina na Universidade de Cuiabá (Unic), informou que a doença é benigna e há estudos que apontam que muitas pessoas adquirem a toxoplasmose sem ao menos saber, já que se trata de uma doença autolimitada, ou seja, o próprio corpo se encarrega de fazer a defesa contra o protozoário.

“Não há  indicação de tratamento para grande maioria das pessoas por conta do corpo acionar as defesas. Casos específicos como pessoas que tenham câncer, HIV (imunosuprimidas) ou que usa algum corticóide (medicamento) que baixa a imunidade, devem ser acompanhadas com mais atenção”, explica.

Para gestantes, os exames de toxoplasmose são de rotina e observados pelo próprio médico. Nesses casos o problema maior é mais para os bebês do que para as mães.  

A médica disse que não precisa de pânico já que a probabilidade de morrer com a doença é muito pequena. “Os sintomas é que incomodam; o paciente fica com febre de duas a três semanas, perde apetite, o fígado pode inchar um pouco. Mas na maioria dos casos não há sequelas”, salienta.


Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros