Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Cidades Quarta-feira, 15 de Junho de 2016, 08:09 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 15 de Junho de 2016, 08h:09 - A | A

MORTE E MISTÉRIO

Polícia investiga morte de padeiro em quitinete na periferia

MAX AGUIAR

O padeiro Rafael Oliveira de Jesus, 30, que foi esfaqueado na noite de segunda-feira (13), em uma quitinete em Cuiabá, morreu na madrugada desta quarta-feira no Pronto-Socorro de Cuiabá.  O primeiro relato do crime foi feito pela esposa do rapaz, que disse que um homem entrou na residência, esfaqueou Rafael e depois fugiu. Porém, parentes da vítima questionam a denúncia.

 

faca com sangue

 

A Polícia Civil investiga a morte de Rafael Oliveira de Jesus, 30, ocorrida na madrugada desta terça-feira (14), no pronto-socorro de Cuiabá. O rapaz foi esfaqueado na quitinete onde mora com a esposa no bairro Santa Laura na noite anterior. 

 

Em conversa com os familiares da vítima, os investigadores foram informados de que a mulher teria sido a autora do homicídio.

 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado por policiais militares do 24° Batalhão, Rafael foi encontrado com uma perfuração profunda na região do abdômen dentro da residência por volta das 20h de segunda-feira (13). Ainda consciente, o rapaz contou aos PMs que um homem desconhecido havia invadido a casa e o esfaqueado.

 

A mulher relatou que o casal estava assistindo TV quando um homem desconhecido entrou na casa, desferiu o golpe no tórax da vítima e saiu. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até a casa e encaminhou o homem para o hospital, porém ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Uma equipe da Polícia Civil que atendeu a ocorrência para liberar o corpo foi abordada pelos familiares de Rafael, que afirmaram que o golpe de faca teria sido dado pela esposa de Rafael e não por um desconhecido.

 

Com posse das informações, os investigadores se deslocaram até a quitinete onde o casal mora, porém a mulher não foi mais encontrada. Uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) chefiada pela delegada Luciane Barros investiga o caso.  

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros