Quarta-Feira, 16 de Setembro de 2020, 10h:45

Tamanho do texto A - A+

Pai de adolescente que matou amiga cita incoerências no processo

Por: LUIS VINICIUS E AMANDA DIVINA

O empresário Marcelo Cestari, pai da adolescente que matou Isabele Guimarães Ramos de 14 anos, em um condomínio de luxo em Cuiabá, afirmou que o processo apresentou incoerências e que a filha está abalada com o ocorrido. 

Gilberto Leite/Estadão MT

marcelo martins cestari alphaville.jpg

 

Cestari disse ainda que a defesa e a família não haviam recebido a informação sobre a audiência agendada para essa terça-feira, e por este motivo a menor não compareceu à 2ª Vara da Infância e Juventude

"Ela não usou a arma, foi um acidente que aconteceu. Foi um infeliz acidente onde ela perdeu a melhor amiga dela". 

"Estamos o tempo todo sendo colaborativos. Não existe nenhum criminoso, não existe nenhuma pessoa que queira fugir ou coisa do tipo. estamos prestando e dando satisfação a todo momento à Justiça", completou Cestari. 

A defesa da atiradora conseguiu um Habeas Corpus para a menor. A medida foi concedida pelo desembargador do Tribunal de Justiça, Rui Ramos, na manhã desta quarta-feira (16).

"A decisão, em razão da sua ilegalidade, foi cassada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso em sede de Habeas Corpus Liberatório impetrado pela defesa. A menor responderá em liberdade à acusação que lhe foi imputada", disse a defesa, representada pelo advogado Arthur Osti, por meio de nota. 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 1

Leia mais sobre este assunto