Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Cidades Sexta-feira, 08 de Abril de 2016, 09:50 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 08 de Abril de 2016, 09h:50 - A | A

CARGA MÁXIMA

Operação Carga Máxima cumpre 40 mandados e prende 13 suspeitos

REDAÇÃO

Quarenta ordens judiciais foram cumpridas em uma ação integrada da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, deflagrada na quinta-feira (7), na Regional de Guarantã do Norte (715 km ao Norte de Cuiabá). A ação está dentro da operação da Secretaria de Segurança Pública, Carga Máxima, deflagrada com objetivo de combater a criminalidade em todo Estado.

 

Divulgação

força tarefa carga maxima

As ordens judiciais, sendo 38 mandados de busca e apreensão e 2 de prisão, foram cumpridos nos municípios de Guarantã do Norte e Novo Mundo, com o objetivo de reprimir a ação dos criminosos na região.

 

A ação resultou na prisão de 13 suspeitos, sendo 10 em flagrante e 2 por cumprimento de mandado, e mais de 70 pessoas abordadas, além da apreensão de mais de 100 carteiras de cigarro contrabandeado, 3 armas de fogo, munições, 23 veículos em situação irregular e outros objetos como notebooks, aparelhos celulares e ferramentas.

 

O diretor do interior, Wilson Leite, destacou que a operação foi deflagrada com base na análise estatística criminal de cada região do Estado e que será desencadeada progressivamente em outras Regionais. “O trabalho traduz o planejamento operacional da Secretaria de Segurança, com intuito de minimizar os índices de violência e criminalidade no interior do Estado, dentro da operação integrada, Carga Máxima”, destacou.

 

Entre os presos está um casal investigado pela Polícia pelo envolvimento com o tráfico de rogas em Guarantã do Norte. Na residência dos traficantes, foi apreendido duas espingardas e um revólver e mais 14 munições. Com a prisão dos suspeitos, a Polícia conseguiu informações que ajudaram esclarecer dois crimes de homicídios, ocorridos no mês de fevereiro em Guarantã do Norte.

 

Para o delegado regional de Guarantã do Norte, Ronan Gomes Villar, a operação foi extremamente positiva, uma vez que além das prisões e apreensões ajudou a esclarecer e inibir outros crimes no município. “A união das polícias em ações como esta assusta e reprimi a atuação dos criminosos. Enquanto eles estiverem agindo, novas operações serão desencadeadas com objetivo de inibir o crime”, disse o delegado.

 

O tenente-coronel do 15º Comando Regional de Peixoto de Azevedo, Gildasio Alves da Silva,  explica que a operação tem o objetivo maior de mostrar a presença do Estado e garantir com que a ordem social seja mantida. "É uma resposta para toda a sociedade de problemas pontuais, em especial roubos e homicídios, que viam acontecendo na região. Através das operações integradas das policiais nos fazemos presentes mostrando a atuação no combate aos crimes", destacou.

 

A operação contou com apoio de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) de Cuiabá.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros