Cidades Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011, 09:00 - A | A

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011, 09h:00 - A | A

VIOLÊNCIA URBANA

Número de homícios registrados em Cuiabá e Várzea Grande em 2011 já é maior que o de 2010

Para diminuição na taxa de violência, o Comando Regional 2, em Várzea Grande vai apresentar à Câmara dos Vereadores um projeto para fechar bares das 23h as 6h

Mayke Toscano/Hipernotícias

Em Cuiabá, taxa de homicídios ficou em 213 de mortes de janeiro a novembro deste ano

As estatísticas do ano nem foram fechadas pelo setor de análise da Polícia Civil e Cuiabá e Várzea Grande mas já superam, em homicídios, o índice em relação ao ano de 2010. De janeiro a novembro foram registrados 213 mortes na Capital e em Várzea Grande foram 113 no mesmo período.

As maiores cidades de Mato Grosso, juntas, têm cerca de 800 mil habitantes, tiveram as taxas de homicídios nos 11 primeiros meses de 2011 maior em relação ao ano de 2010, o que deixa em uma situação de insegurança e medo na população.

Uma das ações pensadas pelo chefe do Comando Regional 2 em Várzea Grande, tenente coronel Wilkerson Felizardo Sandes é o fechamento dos bares na cidade das 23h até as 6h.

A medida foi pensada a partir de uma reunião em Brasília com a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, que apresentou a proposta para vários representantes da segurança pública do país.

De acordo com tenente coronel Wilkerson Sandes o objetivo é restringir o funcionamento em áreas críticas para diminuir a violência sexual, violência contra a mulher e também o índice de homicídios na cidade.

“Temos estudos que confirma que o álcool conduz a violência, ainda mais quando aliado à drogas ilícitas. O álcool reduz a funções cognitivas e isso gera a perda do auto controle. O que leva a crimes banais. Nos domingos temos um alto índice de Maria da Penha em Várzea Grande”, informou.

O levantamento realizado pela Comando Regional 2 é de que 50% dos assassinos estavam sob efeito do álcool, mais de 50% que praticaram ato de violência sexual e contra a mulher também estavam sob o efeito da droga legal e um dado que chama atenção é que 50% das vítimas também estavam sob o efeito do álcool.

Segundo tenente coronel Wilkerson Sandes, cerca de 80% dos bares na cidade funcionam irregularmente sem o alvará expedido pela Prefeitura. Questionado sobre o fechamento de grandes estabelecimentos que fomentam o turismo na cidade, o chefe do CR 2 disse que deverá ter um funcionamento especial incluindo um conjunto de fatores e critérios, como o investimento em segurança nestes locais por parte do proprietário.

A ideia do projeto será levada à Câmara dos Vereadores de Várzea Grande neste próximo ano. O tenente coronel Wilkerson Sandes, que está no comando do CR 2 desde o dia 1 de dezembro, está confiante na aprovação do projeto para melhorar o atual cenário da cidade.

Um das referências que serão incluídas no texto do projeto é o da cidade de Diadema, região da Grande São Paulo, que segundo o chefe do CR 2 teve diminuição expressiva do índice de violência.

 

HOMICÍDIOS EM CUIABÁ E VÁRZEA GRANDE*
  2010 2011
CUIABÁ 199 MORTES 213 MORTES
VÁRZEA GRANDE 111 MORTES 113 MORTES
(*) Fonte: Polícia Militar    

 

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia


Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros