Terça-feira, 25 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,39
euro R$ 5,79
libra R$ 5,79

Cidades Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 16:20 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 16h:20 - A | A

ENTREVISTA HNT TV

Missão RS: desafios do tráfego aéreo e com chuvas enobrecem resgate de vidas em pleno ar

Ciopaer- MT já resgatou 46 vidas em meio a cenário catastrófico no estado gaúcho e seu comandante relata a experiência

GREYCE LIMA
DA REDAÇÃO

Há mais de 20 dias, operadores do Centro Integrado de Operações Aéreas de Mato Grosso (Ciopaer-MT) estão em missão no estado do Rio Grande do Sul. Com uma aeronave e equipes formadas por militares e policiais civis, o Ciopaer- MT já resgatou 46 vidas em meio ao cenário catastrófico no estado gaúcho, assolado por sucessivas enchentes.

 A ajuda humanitária realizada pelos operadores na retirada das pessoas ilhadas pelas águas do rio Guaíba, dentre outros, é repleta de desafios, principalmente no céu, como explicou o comandante do Ciopaer-MT, tenente-coronel Ernesto Lima Jr, em entrevista ao HNT TV. 

hnt tv

WhatsApp Image 2024-05-24 at 14.23.59.jpeg

 

“É uma satisfação da nossa equipe ir resgatar essas famílias isoladas pela enchente, levar água potável, medicamentos e salvar os animais, mas é desafiador. A realidade do Rio Grande do Sul é diferente de Mato Grosso. No início da missão, nossos operadores 'dividiam o céu' de Porto Alegre com mais de 40 aeronaves, que também integram essa grande ação de solidariedade. Isso exige ainda mais dedicação e atenção no momento dos resgates”, revela o comandante.

Na conversa, o militar relata como está o psicológico dos operadores diante do cenário catastrófico e como ficam as famílias desses profissionais aqui em Mato Grosso.

“As nossas famílias entendem nosso trabalho, estamos recebendo apoio dos nossos familiares, eles sabem que é para o bem maior, salvar vidas, ajudar aqueles que precisam e nos dedicamos muito a isso”, contou o coordenador do Ciopaer-MT.

Técnica de salvamento em pleno ar já empregada rotineiramente pelos operadores em Mato Grosso, uma delas foi o salvamento de um motorista de um caminhão que despencou do portão do inferno, na MT-251, em Chapada dos Guimarães (62 km de Cuiabá).

LEIA MAIS : Vídeo mostra momento em que caminhoneiro é resgatado de helicóptero do Portão do Inferno

Além de resgates e ações humanitárias, o Ciopaer- MT combate a criminalidade pelos céus, por meio do emprego das aeronaves. Armados, os operadores dão apoio às ações das polícias Militar e Civil e a outras instituições. Com a aeronave, eles patrulham bairros e fecham o cerco de pessoas criminosas.

Para o HNT TV, o tenente-coronel Ernesto Lima Júnior explica como é o processo para ingressar na unidade. Atualmente, o Estado possui 12 aeronaves disponibilziadas para a atuação do Ciopaer-MT, que é composto por policiais militares, bombeiros militares e policiais civis. 

A entrevista completa sobre a missão dos operadores do Ciopaer-MT no Rio Grande do Sus já está disponível no Canal HNT TV , no Youtube

ASSISTA  

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros