Sexta-feira, 12 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,45
euro R$ 5,92
libra R$ 5,92

Cidades Segunda-feira, 25 de Julho de 2022, 16:31 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Segunda-feira, 25 de Julho de 2022, 16h:31 - A | A

CAMPANHA CONTRA COVID

Falta de Coronavac atrasa ciclo vacinal de crianças acima de 6 anos em Cuiabá

Na semana passada, a Anvisa também liberou a Coronavac para crianças de 3 a 5 anos, no entanto, não há doses do imunizante disponível no Estado para iniciar a vacinação

MÁRCIA TOMAZ
Da Redação

A falta do imunizante Coronavac tem atrasado o ciclo vacinal de diversas crianças acima de 6 anos em Cuiabá. O imunizante Coronavac é o único autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a faixa etária de crianças e adolescentes de 6 a 17. Na semana passada, a Anvisa também liberou a Coronavac para crianças de 3 a 5 anos, no entanto, não há doses do imunizante disponíveis no Estado para iniciar a vacinação de mais esse público.

HNT recebeu diversas denúncias de pais de crianças acima de 6 anos que não conseguiram vacinar os filhos com a segunda dose da Coronavac e o ciclo vacinal está atrasado.

Procurada pela equipe de reportagem, a Secretaria de Saúde de Cuiabá confirmou que, na Capital, não há dose de Coranavac disponível em nenhuma unidade de saúde, que depende do envio de novas doses ao município para prosseguir a campanha na faixa etária.

Em nota, a Secretária de Estado e Saúde (SES-MT) informou que somente o governo federal poderá informar uma previsão do envio de novas doses ao Estado e, até o momento, não há oficialmente data de recebimento de doses da Coronavac.

A SES apontou ainda que os municípios deveriam ter resguardado a segunda dose para aqueles que receberam a primeira e tiveram agendamento da segunda, para assim evitar o atraso do ciclo vacinal das crianças.

“Sobre a falta especificamente da segunda dose, é importante apurar junto aos municípios a causa de não ter sido resguardada a segunda dose dos cidadãos que receberam a primeira”, trouxe trecho da nota.

CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS

Na semana passada, a Anvisa também liberou o Coronavac para crianças de 3 a 5 anos, mas ainda não há doses do imunizante disponíveis em Mato Grosso ara iniciar a vacinação do novo público.

Também em nota, a SES-MT informou que o Ministério da Saúde divulgou, na dia 19 de julho, uma Nota Técnica com as orientações necessárias aos estados e municípios quanto à vacinação de crianças de 3 a 5 anos.

A SES reforçou que os municípios que dispõem de estoque do imunizante Coronavac poderiam iniciar a vacinação desse público.

Segundo a recomendação do Ministério da Saúde, a vacinação deve começar pelas crianças de 3 a 4 anos imunocomprometidas e, depois, o imunizante deve ser destinado para as crianças com 4 anos, seguidas pelas crianças de 3 anos. O intervalo entre a primeira e a segunda dose da Coronavac deve ser de 28 dias.

A Pasta recomenda que, para o público a partir dos 5 anos, deve ser aplicada a vacina da Pfizer, já aprovada para a faixa-etária de 5 a 11 anos.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros