Sábado, 13 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,43
euro R$ 5,95
libra R$ 5,95

Cidades Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09:42 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 09h:42 - A | A

"DESRESPEITO"

Ex-BBB critica lei de MT que determina que pacientes recebam cuidados por enfermeiros do mesmo sexo; veja vídeo

César Black citou sobrecarga de profissionais para executar os cuidados íntimos dos pacientes

JOLISMAR BRUNO
Da Redação

O ex-participante do reality show Big Brother Brasil, César Black, publicou um vídeo na sua rede social criticando a lei 12.542/24 de Mato Grosso que determina que os cuidados íntimos de pacientes sejam feitos pro profissionais do mesmo sexo. Black, que também é enfermeiro, classificou que a lei trata a enfermagem com preconceito e desrespeito. 

"No que tange à enfermagem, são 85% dos profissionais do sexo feminino e apenas 15% masculino. Na prática, se tivermos 50 pacientes internados e desses, 40 sejam homens e apenas um [enfermeiro] de plantão, esse cara vai dar conta de atender 40 pessoas? Realizar banho de leito, troca de fralda? Quem vai perder é o paciente que vai ficar sem o cuidado mínimo, básico assistêncial que a enfermagem é especialista nisso", disse o profissional que ficou conhecido ao participar da edição 23 do BBB. 

Conforme o artigo 2 da lei sancionada em Mato Grosso, apenas os serviços de enfermagem que não impliquem cuidado íntimo com os pacientes poderão ser desempenhados por profissionais de ambos os sexos. Legislação tem objetivo de evitar abusos contra os pacientes. 

Black, por sua vez, citou um caso em que um profissional da enfermagem foi acusado de abuso, mas foi "salvo" pela paciente que registrou a situação. 

"Sempre querem culpabilizar a enfermagem por todos os problemas e que podem ocorrer em qualquer profissão. Não tirem da enfermagem o direito básico que é o cuidado", finalizou. 

VEJA

 

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros