Terça-feira, 28 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,17
euro R$ 5,62
libra R$ 5,62

Cidades Sexta-feira, 06 de Maio de 2016, 09:34 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 06 de Maio de 2016, 09h:34 - A | A

FLAGRANTE

Engenheiro é preso em flagrante por fraude no Intermat

REDAÇÃO

Um engenheiro agrimensor foi preso em flagrante por fraude no Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat). A prisão foi efetuada pelo presidente do órgão, delegado Fausto José Freitas da Silva, na tarde de quinta-feira (05.05), que acionou o plantão da 2ª Delegacia de Polícia para condução do suspeito e lavratura do auto de prisão em flagrante.

 

delegado fausto.jpg

 Delegado Fausto Freitas, presidente do intermat, efetuou a prisão

O engenheiro, P.F., 46 anos,  foi flagrado tentando protocolar dois pedidos de Carta de Anuência – certidão fornecida pelo Intermat que atesta a incidência ou não de ocupação por terceiros de terra devoluta -  com o mesmo comprovante de pagamento da taxa cobrada pelo serviço. A prática é ilegal, pois para cada serviço solicitado deve ser paga uma nova taxa. Para expedição de carta de anuência o valor cobrado é de R$ 529,50.  

 

O presidente do Intermat, Fausto Freitas, disse que desde que assumiu o cargo, vem sendo identificados casos de fraudes no órgão, como o flagrado na tarde de quinta-feira. Segundo ele, particulares protocolam mais de um pedido de carta de anuência em nome do mesmo interessado e utiliza o mesmo boleto de pagamento para todos os processos. “Os servidores do setor de Protocolo foram orientados a terem mais atenção na conferência dos comprovantes de pagamento que os interessados juntam aos pedidos”, declarou.

 

O gestor do órgão também informou que o Intermat está buscando mecanismos para coibir esse tipo fraude e já foi solicitado às Secretarias de Estado de Gestão e de Fazenda novas ferramentas para serem implementadas no sistema de Protocolo e de emissão de guias, uma vez que apenas com a análise documental se torna difícil de identificar de imediato a fraude.

O engenheiro respondeu o flagrante pelo crime de tentativa de estelionato. Ele pagou fiança de R$ 5 mil e foi posto em liberdade.

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros