Terça-feira, 21 de Maio de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,10
euro R$ 5,53
libra R$ 5,53

Cidades Domingo, 21 de Agosto de 2016, 08:58 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Domingo, 21 de Agosto de 2016, 08h:58 - A | A

"GATORADE"

Detento é envenenado e morto dentro da PCE enquanto aguardava jogo do Brasil

MAX AGUIAR

Um detento da Penitenciária Central do Estado foi morto dentro de seu cubículo, na tarde de sábado (20), enquanto aguardava o início do jogo da Seleção Brasileira pelas Olimpíadas do Rio de Janeiro. 

 

Reprodução / TVCA

penitenciaria central do estado

 

Segundo informações preliminares da Polícia Civil, Julio Cesar Ribeiro estava sentado quando vários outros presos chegaram e o fizeram ingerir a força um líquido batizado como "Gatorade", que é uma espécie de veneno com leite, maconha, raspa de cimento, pinga, caco de vidro e outras substancias que são preparadas pelos próprios presos. 

 

O detento teve morte instantânea e por enquanto não foi informado quais presos participaram do ato de tortura seguido de homicídio dentro da maior cadeia de Mato Grosso. 

 

Julio Cesar estava preso por roubo, há aproximadamente um mês. Ele é filho de um Bombeiro Militar que reside em Cuiabá. 

 

A Polícia Civil esteve no local, juntamente com a Politec e fizeram o recolhimento do corpo. Por enquanto existe a possibilidade do crime ter acontecido por uma rixa entre gangues de dentro do presídio, mas todas as hipóteses serão levantadas pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros