Domingo, 16 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,38
euro R$ 5,76
libra R$ 5,76

Brasil Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 21:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Sexta-feira, 24 de Maio de 2024, 21h:00 - A | A

Tarcísio desativa Secretaria de Negócios Internacionais após exoneração de secretário

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) desativou nesta sexta-feira, 24, a Secretaria de Negócios Internacionais. A medida foi tomada um dia após o secretário Lucas Ferraz pedir para ser exonerado do comando da pasta. Ele estava escanteado no governo há cerca de um ano, após uma polêmica envolvendo o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a atração de investimentos para São Paulo.

Segundo o governo paulista, é a primeira reestruturação das secretarias após a publicação do plano "São Paulo na Direção Certa". As atividades da pasta foram transferidas para a Casa Civil e para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Como mostrou o Estadão, o plano do governador é realizar estudos para extinguir órgãos, rever benefícios fiscais e cortar despesas de custeio para dar mais eficiência à máquina pública.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico ficará responsável por atrair investimentos externos para São Paulo e fomentar o comércio exterior, enquanto a Casa Civil cuidará das ações de cooperação com governos de outros países e entidades internacionais. Esta última terá 30 dias para publicar uma resolução informando quais cargos serão extintos ou transferidos para outras pastas.

A Secretaria de Negócios Internacionais declarou em abril de 2023 que representantes da estatal ucraniana de aviação Antonov demonstraram interesse em investir US$ 50 bilhões no Estado, mas teriam recuado devido a declarações de Lula sobre a guerra na Ucrânia.

A Antonov, porém, negou a informação à época e afirmou que não tinha representantes no Brasil, o que levou ministros do governo petista a acusar o governo Tarcísio de espalhar fake news.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros