Quinta-feira, 25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png
dolar R$ 5,66
euro R$ 6,14
libra R$ 6,14

00:00:00

image
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

00:00:00

image
dolar R$ 5,66
euro R$ 6,14
libra R$ 6,14

Brasil Terça-feira, 19 de Março de 2024, 10:00 - A | A

facebook instagram twitter youtube whatsapp

Terça-feira, 19 de Março de 2024, 10h:00 - A | A

Ministro do MME convoca presidente da Enel para esclarecer falta de energia em SP

CONTEÚDO ESTADÃO
da Redação

O ministro de Minas e Energia (MME), Alexandre Silveira, convocou o presidente da Enel à sede do Ministério de Minas e Energia (MME), em Brasília, para que preste maiores esclarecimentos sobre um novo apagão ocorrido na cidade de São Paulo na segunda-feira, 18.

Segundo o MME, a nova ocorrência da concessionária causou prejuízo a cerca de 35 mil moradores, afetando hospitais, comércio entre outras atividades.

"O ministro encaminhou ofício à Aneel, incumbida pela fiscalização dos serviços prestados pela concessionária Enel, determinando célere e rígida apuração dos fatos, bem como responsabilização e punição rigorosa da concessionária, que tem de forma reiterada apresentado problemas na qualidade da prestação dos serviços", disse o MME em nota.

A interrupção nesta segunda-feira, se soma a diversas outras falhas na prestação dos serviços de energia elétrica pela concessionária, que tem demonstrado incapacidade de prestação dos serviços de qualidade à população, afirmou o MME.

De acordo com o ministério, a Enel tem obrigações estabelecidas no seu contrato de concessão, devendo manter índices de qualidade no atendimento aos consumidores e disponibilização de meios para regularização do fornecimento em caso de falhas, dentro de padrões adequados, para um serviço público essencial à vida das pessoas.

"É urgente a comprovação de que a empresa seja capaz de continuar atuando em suas concessões no Brasil", disse o MME.

(Com Agência Estado)

Clique aqui e faça parte no nosso grupo para receber as últimas do HiperNoticias.

Clique aqui e faça parte do nosso grupo no Telegram.

Siga-nos no TWITTER e acompanhe as notícias em primeira mão.

Comente esta notícia

Algo errado nesta matéria ?

Use este espaço apenas para a comunicação de erros